Polícia

Padrasto que matou enteado estava se relacionando com a mãe da criança há 2 meses

Ele argumentou que não teve a intenção de matar a criança, apenas de acalmar o menino, que estava chorando muito- foto: divulgação
Redação
Postado por Redação

Francisco Romário Brandão Amora, 23, foi preso na madrugada desta segunda-feira (7), pelo homicídio de um menino de 2 anos, filho da namorada do criminoso, uma jovem de 21 anos, com quem o mesmo vinha se relacionando há dois meses. A prisão ocorreu por meio da equipe do plantão da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), com o apoio de policiais militares lotados na 20ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom).

De acordo com a delegada plantonista da Depca, Patrícia Leão, as investigações em torno da morte da criança tiveram início após a vítima vir a óbito na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Tarumã, quando surgiu a possibilidade da morte ter sido ocasionada por agressão física. A suspeita foi confirmada após laudo emitido por funcionários do Instituto Médico Legal (IML), confirmando o crime.

“Na tarde de domingo o casal de namorados e a criança estavam em uma festa na rua Auroca, Comunidade Parque Riachuelo, bairro Tarumã. Por volta das 18h30 Francisco levou o garoto para dormir na casa de um conhecido, ao lado do imóvel onde estava acontecendo o evento. Minutos depois a criança começou a chorar bastante e a vomitar. Após ficar preocupada com a gravidade da situação, a mãe do menino buscou ajuda médica”, declarou a delegada.

Depoimento

Em depoimento, a jovem relatou que Francisco havia sido a única pessoa a ter contato com a criança no quarto onde a vítima foi deixada. “Ela nos garantiu que Francisco foi o único que, por algumas vezes, havia ido verificar como a criança estava. Em determinado momento, encontrou o menino chorando muito. Por conta disso, ele apertou o peito da criança com as mãos fechadas e com força. Logo depois colocou os joelhos no tórax da criança com a intenção de que o menino parasse de chorar”, explicou Patrícia Leão.

A autoridade policial disse que, com o apoio da 20ª Cicom, saiu em diligência em busca do suspeito. Francisco foi encontrado ainda no endereço onde estava acontecendo a festa. Conduzido à especializada para prestar esclarecimentos, o rapaz confessou a autoria do delito. Ele argumentou que não teve a intenção de matar a criança, apenas de acalmar o menino, que estava chorando muito.

Francisco foi autuado em flagrante por homicídio qualificado. Após os procedimentos cabíveis na especializada, ele será levado para Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis.

Deixe um comentário