Pai diz que esfaqueou bebê até a morte e jogou no lixo após encontrar ‘666’ escrito nele

Um médico legista disse que criança sofreu três facadas no pescoço- foto: reprodução

De acordo com a KSL, Alex Hidalgo, 37 anos, foi preso por suspeita de homicídio agravado , obstrução da justiça e abuso ou profanação de acusações de um corpo humano em conexão com a morte de seu filho, Alex Hidalgo Jr. Um médico legista disse que criança sofreu três facadas no pescoço.Documentos obtidos pela KUCW e KTVX afirmaram que o pai estava vigiando seu filho na sexta-feira, enquanto a mãe do bebê fazia recados. Quando ela voltou, ela teria descoberto ele lendo a Bíblia e assistindo a um vídeo religioso

Depois de perguntar onde seu filho estava, o pai supostamente admitiu ter matado o bebê depois de construir um altar e avistar “666” nele. A mãe do bebê encontrou o corpo de seu filho em um saco de lixo localizado em um armário, fazendo com que ela fugisse de casa e buscasse ajuda, segundo a polícia.

Um vizinho e a mãe supostamente realizaram RCP nos 10 meses de idade até que ele foi transportado para o hospital. O pai não foi encontrado até sábado à noite, quando a polícia disse que o encontraram em uma casa abandonada próxima. KSL relatou que ele tinha sangue em suas roupas, mãos e braços, além de um corte em seu pulso no momento.

De forma alarmante, documentos judiciais obtidos pela estação de notícias indicaram que o pai de Ohio tem uma longa história criminal que data de 1999. Sua ficha de rap incluía um caso de abuso sexual infantil de 2003 que acabou sendo descartado. O Deseret News informou que sua mais recente prisão foi em abril por DUI.

Fonte: MCeará