Brasil

Pamella afirma que DJ Ivis a agredia porque ela amamentava a filha enquanto estava com Covid

Foto: Reprodução

A ex-mulher do DJ Ivis, Pamella Holanda, afirmou nesta terça-feira (13), em entrevista ao “Encontro com Fátima Bernardes”, que foi agredida pelo músico porque amamentou a filha quando estava diagnosticada com Covid-19. Pamella afirmou que foi orientada por seus médicos a seguir amamentando a criança, mas o cantor era contra. Com informações do G1. 

“A Mel tinha quase um mês. Naquela ocasião eu estava com Covid, e todos os médicos me aconselhavam a amamentar. Ele não queria. [Ele queria] que eu não amamentasse porque disse que eu ia passar Covid”, disse Pamella.

Neste domingo (11), Pamella divulgou imagens de câmeras de segurança da casa que mostram as agressões cometidas pelo ex-marido (assista aos vídeos no começo da reportagem). A mãe de Pamella aparece ao lado dela algumas vezes.

“Essa mulher [que aparece no vídeo] é a minha mãe, e ela não esboça nenhuma reação porque ela tinha medo. Eu nunca contei pra ela [sobre as agressões], ela chegou a saber presenciando.”
“Ele [DJ Ivis] estava saindo de casa e é exatamente no momento em que estava no quarto amentando a Mel. Aí ele vem e me agride com a camisa. Eu insisto em amamentar a neném, por isso que eu vou, esboço ir, tiro ela do carrinho e na hora que ele vem vestido a roupa. E vai agredir puxando meu cabelo”, detalhou.

De acordo com Pamella, em um dos vídeos, gravado por uma câmera na sala da casa, Ivis a agride com uma blusa pouco antes de sair de casa.

“Era exatamente o momento que eu saí do quarto para poder amamentar a Mel. Aí ele vem me agride com a camisa, eu insisto em amamentar a neném, por isso que eu vou (…), e tiro ela do carrinho, para colocar ela no meu colo. É a hora que ele já tem vestido a roupa e já me agride puxando meu cabelo.”

Após a repercussão das imagens, Ivis foi demitido de produtora em que trabalhava. Pamella recebeu apoio de famosos em manifestações nas redes sociais (leia comentários).