Pandemia dobra para 270 milhões as pessoas com insegurança alimentar aguda, segundo ONU

Foto: Silvanus Okumu/PMA

A crise alimentar está piorando em todo o mundo à medida que a pandemia de Covid-19 se arrasta, afirmam representantes da Programa Mundial de Alimentos da Organização das Nações Unidas. A pandemia dobrou o número de pessoas com insegurança alimentar aguda, disse Arif Husain, economista-chefe do programa. O total saltou de 135 milhões de pessoas em 2019 para 270 milhões este ano, superando o pico de crise anterior (pós-guerra do Iraque).

Husain disse que o mundo não viu tamanho choque no abastecimento e na demanda por alimentos em escala global no século passado. A pandemia chegou em uma época de colheitas abundantes e amplo suprimento de alimentos, mas as interrupções no comércio e no processamento e transporte deixaram milhões de pessoas com fome em algumas das regiões mais vulneráveis do mundo.

Leia a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Portal Manaus Alerta