Papa Francisco rejeita ordenação de homens casados na Amazônia

Foto: Reprodução

No documento Querida Amazônia, divulgado na manhã desta quarta-feira (12), o papa Francisco recua da proposta de que, em casos específicos e de acordo com a necessidade, homens casados sejam ordenados padres em comunidades afastadas da região amazônica. A proposta foi discutida pelos bispos durante o Sínodo da Amazônia, realizado em outubro, no Vaticano.

Francisco rejeitou a medida mesmo após a recomendação positiva de bispos. A “exceção amazônica” do celibato foi levantada por bispos em razão das “enormes dificuldades de acesso à eucaristia”, já que parte das comunidades da região ficam meses e até vários anos sem a presença de um sacerdote. Para diminuir o problema, foi pedido ao papa que autorizasse a ordenação de sacerdotes sem exigência do celibato clerical.

Leia a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Portal Manaus Alerta