Para fugir da guerra, pedido de passaporte brasileiro cresce na Síria

Maioria dos sírios que pede documentos brasileiros quer migrar para a Europa de forma segura, sem ter que fazer travessia pelo mar

O Consultado do Brasil em Damasco tem mais de 25 pedidos abertos de nacionalidade brasileira a sírios com alguma ligação com o Brasil. Desde que a guerra começou, em 2011, solicitações como esta saltaram na embaixada. “O pico foi no ano retrasado e no ano passado, quando recebíamos de 90 a 100 por mês”, contou a chefe do departamento administrativo do Consulado do Brasil em Damasco, Mágida Hilal.

Hoje, o órgão recebe cerca de 50 pedidos de nacionalidade por mês, de acordo com informações divulgadas pela Folha de S. Paulo. O aumento considerável das solicitações seria mais uma tentativa dos cidadãos sírios de fugirem da guerra que assola o país.

“Há um número enorme de sírios-brasileiros que não falam português, que não têm ligação com o Brasil, mas que nasceram lá ou são filhos de descendentes sírios que nasceram no Brasil”, explicou o diplomata Achilles Zaluar, que é a autoridade máxima da embaixada, pois o Brasil não tem um embaixador pleno instalado no país.

Por conta da crise econômica que o Brasil enfrenta, os sírios com descendência brasileira buscam pelo passaporte para conseguirem deixar o país e chegar à Europa de forma segura, sem enfrentar os perigos da travessia ilegal pelo mar.

Cidadãos sírios precisam de visto para entrar em quase todos os países do mundo. Sanções internacionais aumentaram a dificuldade para obtê-lo.

Temer diz que Brasil está aberto a refugiados sírios

Em uma homenagem recebida da comunidade libanesa, em São Paulo, o presidente Michel Temer aproveitou para manifestar solidariedade à Síria e reforçar a mensagem de que as portas do Brasil estão abertas a refugiados daquele país, segundo divulgado pelo Estadão Conteúdo.

Quero expressar aqui uma preocupação com a Síria. Rogo a Deus que iluminem todos aqueles que habitam a Síria, governantes e governados, e as nações do mundo todo, particularmente os integrantes da Organização das Nações Unidas, para que logo tenhamos paz naquele nosso país vizinho e que de alguma maneira tem no Líbano o agasalho para muitos refugiados sírios.”

Brasileiros na Síria

A Embaixada do Brasil em Damasco contabiliza hoje 1.200 cidadãos do país vivendo na Síria, o que demonstra que muitos dos que conseguiram a cidadania brasileira recentemente deixaram o país. O órgão possui um plano de contingência para tirar os cidadãos brasileiros da Síria se a crise se agravar.

Fonte: Noticias ao minuto