Cultura

Parque Ponte dos Bilhares oferece oficina gratuita de maracatu

Será a segunda edição da atividade, promovida também em janeiro deste ano, no mesmo local- foto: Arlesson Sicsu / Semmas
Redação
Postado por Redação

O Parque Ponte dos Bilhares oferece uma série de atividades recreativas e esportivas, dentro da programação anual elaborada pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas). Para o mês de julho, já está programada uma oficina gratuita de maracatu para iniciantes, oferecida pelo grupo de maracatu Eco da Sapopema. Será a segunda edição da atividade, promovida também em janeiro deste ano, no mesmo local.

A finalidade é divulgar o ritmo e oferecer mais uma opção cultural para os frequentadores do parque, neste período de férias escolares. As aulas acontecerão em quatro domingos do mês de julho, sempre a partir das 17h, no anfiteatro da primeira etapa do parque. Assim como em janeiro, as oficinas são gratuitas. Qualquer pessoa, a partir dos dez anos de idade pode participar.

A ideia de incluir as oficinas de maracatu no calendário de atividades do parque surgiu a partir do contato mantido pelo grupo com a administração do logradouro e segue a orientação do prefeito Arthur Virgilio Neto de oferecer atrativos para que as famílias frequentem cada vez mais os parques municipais.

O secretário municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Antonio Nelson de Oliveira Júnior, destaca que este ano o parque já recebeu grandes eventos, superando as expectativas de número de visitantes, a exemplo do Circuito de Maracatus, Feira de Livros, Pedalada Ambiental e Arraial dos Bilhares.

Quem participar das oficinas, que acontecerão nos dias 9, 16, 23 e 30 deste mês, vai conhecer um pouco da história e aprender a tocar instrumentos como alfaia, caixa, gonguê e agdê. O maracatu é um ritmo musical brasileiro da época da escravidão, no Brasil Colonial. Surgiu como uma intervenção de negros que faziam um cortejo para coroar seus reis.

Com informações da assessoria

Comentários

comentários

Deixe um comentário