Pastor que estuprou um fiel pode ter feito mais vítimas, afirma PC

Wanderson foi indiciado por estupro, e será levado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM)- foto: Erlon Rodrigues/PC-AM

O pastor evangélico Wanderson Batista Garcia, 36, foi preso na manhã de quinta-feira (12), na terceira etapa do bairro Jorge Teixeira, em cumprimento a mandado de prisão preventiva pelo crime de estupro cometido contra um jovem de 21 anos, frequentador da igreja onde suspeito atuava, na Comunidade Curari, localizada em Careiro da Várzea.

Segundo o delegado David Jordão, titular da 35ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), situada em Careiro da Várzea, a vítima formalizou o Boletim de Ocorrência (BO) na delegacia e revelou detalhes do crime.

“O jovem afirmou que o criminoso se aproveitava da função exercida para cometer os atos libidinosos. A vítima relatou, ainda, que estava sendo ameaçada de morte por Wanderson”, explicou Jordão.

Em depoimento, o pastor revelou que teve contato físico com a vítima, mas sem conjunção carnal. “Wanderson afirmou, ainda, que o fato acontecia com o consentimento do jovem. Após a declaração, o pastor empreendeu fuga da comunidade. Realizamos diligências e conseguimos efetuar a prisão”, declarou a autoridade policial.

Outras vítimas

David Jordão relatou acrescentou que a equipe da 35ª DIP deu continuidade às investigações e constatou a existência de outras vítimas do pastor. Segundo o delegado, populares relataram, por meio do número 100, o disque-denúncia da Secretaria Nacional de Diretos Humanos, e também ao Conselho Tutelar de Careiro da Várzea, que Wanderson abusava sexualmente de adolescentes.

Wanderson foi indiciado por estupro, e será levado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM).