Patinadora que teve o seio exposto nos Jogos Olímpicos de Inverno, ganha prata, veja vídeo

Patinadora Gabriella Papadakis

Depois de viver o constrangimento de ter o seio à mostra, na segunda-feira (19/2) Gabriella Papadakis fez uma bela apresentação com Guillaume Cizeron nesta terça-feira (20/2) na patinação artística. Os franceses quebraram os recordes olímpico e mundial do programa livre de dança no gelo, mas não foi o suficiente para garantir o ouro.

Última a se apresentar, a dupla canadense formada por Tessa Virtue e Scott Moir conquistou seu segundo ouro em PyeongChang. Os irmãos canadenses Alex e Maia Shibutani ficaram com o bronze.

Gabriella Papadakis entrou na pista nesta terça-feira (20/2) com uma roupa mais recatada ao lado de Guillaume Cizeron. A dupla francesa foi a penúltima a se apresentar, antes apenas de seus principais rivais. Com um show no gelo, os franceses tiraram 123,50 pontos no programa livre, quebrando os recordes olímpico e mundial e chegando aos 206,28 pontos totais.

Mas por último vinha Tessie Virtue e Scott Moir, campeões olímpicos em Vancouver 2010 e ouro na competição por equipes. Os canadenses já haviam quebrado o recorde olímpico no programa curto na segunda-feira, garantindo a liderança e o direito de se apresentar por último na final. E Tessie e Scott não decepcionaram. A dupla fez uma linda apresentação, tirou 122,40 e ficom com 206,07 pontos, quebrando o recorde de pontuação total na dança no gelo. Os irmãos americanos Alex e Maia Shibutani conquistaram o bronze com 114,86 pontos no programa livre e 192,59 no total.