PC devolve aos donos celulares apreendidos durante operação no Centro de Manaus

Na ocasião, 335 aparelhos celulares foram apreendidos e 22 pessoas indiciadas por receptação- foto: Erlon Rodrigues

A Polícia Civil do Amazonas, representada pelo delegado Gesson Aguiar, titular da Delegacia Interativa (DI), informa que está realizando desde o dia 15 de março deste ano a devolução, aos proprietários, de aparelhos celulares recuperados durante a operação “Força de Área”.

A operação foi deflagrada no dia 14 deste mês, pela Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), por meio da Secretaria-Executiva-Adjunta de Operações Integradas (Seaop). Na ocasião, 335 aparelhos celulares foram apreendidos e 22 pessoas indiciadas por receptação.

Aparelhos

De acordo com a autoridade policial, até esta segunda-feira (26), cerca de 12 aparelhos celulares já foram devolvidos aos donos, após comprovação do bem. A base da DI está situada nas dependências da Delegacia Geral, na avenida Pedro Teixeira, nº 180, bairro Dom Pedro. Conforme Gesson Aguiar, o atendimento na unidade policial ocorre em horário comercial, das 8h às 12h e das 14h às 17h. Para melhores informações, o número de contato da DI é: (92) 3214-2235.

“Para recuperar o aparelho celular, a pessoa precisa apresentar aos servidores da DI, a caixa original do aparelho telefônico com a Identificação Internacional de Equipamento Móvel (Imei), que é a sequência numérica responsável por identificar cada aparelho móvel como único. Também é válida a apresentação de nota fiscal do objeto ou o Boletim de Ocorrência (BO) registrado na época em que o delito aconteceu”, explicou Aguiar.

Mudança

O titular da DI destacou que a partir da próxima segunda-feira (2), as devoluções irão ocorrer no prédio do 24° Distrito Integrado de Polícia (DIP), situado na avenida Manaus Moderna com rua Lima Bacuri, no bairro Centro, zona sul de Manaus, área onde foi deflagrada a operação “Força de Área”, da Seaop.

Os infratores foram indiciados por receptação e respondem pelo crime em liberdade.

Com informações da assessoria