Pescadores artesanais são beneficiados com mais de R$ 500 mil em linha de crédito

Foto: Divulgação/Idam

Com o apoio do Governo do Amazonas, a partir de projetos elaborados pelo Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável (Idam) no mês de maio, 33 pescadores artesanais de Caapiranga (a 134 quilômetros de Manaus) tiveram propostas de crédito financiadas pela Agência de Fomento do Estado (Afeam). Os projetos somaram R$ 584.451,75 em equipamentos e apetrechos de pesca, que chegaram ao município com apoio logístico da prefeitura e foram entregues aos pescadores em solenidade no porto fluvial do município, no último dia 8 de agosto.

Por meio do Idam, o Governo do Amazonas tem apoiado e incentivado a pesca artesanal, assim como toda a cadeia produtiva da piscicultura no estado. De acordo com o gerente do Idam de Caapiranga, Herley Cesar Dilahar, entre os equipamentos entregues estão canoa de 6 metros, motor de popa 15HP, motor de polpa 6,5HP com rabeta, freezer e demais apetrechos de pesca. Ele destaca que esses equipamentos irão facilitar o trabalho de transporte do pescado até a sede do município, onde os pescadores comercializam a produção, garantindo-lhes assim renda e melhoria na qualidade de vida.

“É muito gratificante intermediar esses projetos que visam melhorar o trabalho dos pescadores e contribuir com a geração de renda deles, porque muitos antes vinham a remo para a cidade, e agora eles podem vir mais rápido com o pescado, evitando assim o estrago do produto”, disse o gerente, ao destacar que foram três meses de dedicação na elaboração dos projetos, num cenário econômico em que os pescadores necessitavam desse incentivo.

O pescador artesanal, Melque Silva de Carvalho, da sede do município de Caapiranga, trabalha com a atividade de pesca de forma profissional desde 2010, mas começou a acompanhar o seu pai e seus irmãos desde cedo na atividade. Melque foi um dos pescadores que tiveram projetos financiados pela Afeam, e recebeu os equipamentos na solenidade do dia 8.

“Antes eu emprestava o motor de meus familiares para conseguir transportar o pescado comercializado no entorno do município. Agora tenho meu próprio transporte, graças ao apoio do Idam, que divulgou essa linha de crédito para os pescadores”, comemorou o pescador.

Critérios – Para acessar a linha de crédito, que disponibiliza até R$ 21 mil aos pescadores, é necessário ter o Registro Geral de Pesca, Relatório de Atividade Pesqueira (produção) e ser associado a uma instituição de classe pesqueira. Caso seja manejador, é necessário possuir a cota do pirarucu com a autorização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e ter cópias das notas de produção.

(*) Com informações do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam)