Polícia Civil prende pai e filho foragidos por homicídio ocorrido em 2013

FOTOS: Alailson Santos/PC-AM
Manaus Alerta
Postado por Manaus Alerta

Na tarde de terça-feira (21), por volta das 14h, policiais civis da 2ª Seccional Norte, em ação conjunta com as equipes de investigação dos Distritos Integrados de Polícia (DIP), 13° e 18º, cumpriram mandados de prisão preventiva por homicídio qualificado em nome dos foragidos Diney Martins da Silva, 25, e Jorge Martins da Silva, 40, conhecido como “Pastor”. A dupla, formada por pai e filho, foi presa no bairro Cidade de Deus, zona norte de Manaus. O crime aconteceu no ano de 2013 e teve como vítima Dionísio Magalhães de Souza, que tinha 24 anos.

A ação policial foi coordenada pelo delegado Ricardo Cunha, titular do 18º DIP e titular interino da 2ª Seccional Norte, e pela delegada Giovanni Fernandes, titular do 13° DIP. Conforme o delegado, durante diligências as equipes de investigação descobriram que os foragidos estariam se escondendo em uma casa situada na rua Menino Jesus, do bairro e zona mencionados. Diante da informação, eles iniciaram os procedimentos em torno da captura dos homens.

“De posse das informações sobre o paradeiro da dupla, nossa equipe montou campana nas proximidades da casa onde a mesma estava morando. Na ocasião, Jorge foi abordado quando saía da residência e, em seguida, entramos no imóvel e prendemos Diney. As ordens judiciais em nome dos infratores foram expedidas no dia 08 de novembro de 2016, pelo juiz Mauro Moares Antony, do Juízo de Direito da 3ª Vara do Tribunal do Júri”, disse o titular do 18° DIP.

O crime – Segundo Ricardo Cunha, o crime aconteceu no dia 04 de maio de 2013, na comunidade Monte Sião, bairro Jorge Teixeira, zona leste da capital. Na ocasião, Diney, Jorge e Ronildo Nunes da Silva (que já foi preso anteriormente), durante discussão envolvendo bebida alcoólica, golpearam a vítima com pauladas e pedradas, ocasionando o desmaio da mesma. O trio desferiu sete golpes de faca em Dionísio, que veio a óbito no local.

Procedimentos – A dupla foi indiciada por homicídio qualificado. Ao término dos trâmites cabíveis no 13º DIP, eles foram levados para a audiência de custódia, no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, no bairro São Francisco, zona sul da cidade, onde irão ficar à disposição da Justiça.

*Com informações da PC


Deixe um comentário