Cidades

Polícia devolverá aos donos celulares recuperados durante operação na ZL

Na ocasião, 419 aparelhos foram apreendidos e 12 comerciantes detidos- foto: divulgação/PC
Redação
Postado por Redação

A partir do dia 2 de maio deste ano, será feita a devolução, aos proprietários, de aparelhos celulares recuperados durante a segunda fase da operação “Fora de Área”, deflagrada no dia 20 deste mês, na Zona Leste, pela Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), por meio da Secretaria-Executiva-Adjunta de Operações Integradas (Seaop). Na ocasião, 419 aparelhos foram apreendidos e 12 comerciantes detidos.

De acordo com o delegado Gesson Aguiar, titular da Delegacia Interativa (DI), a devolução dos aparelhos será realizada de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h, na base da DI, situada nas dependências da Delegacia Geral, na avenida Pedro Teixeira, nº 180, bairro Dom Pedro. Para melhores informações, o número de contato da DI é (92) 3214-2235.

O que precisa levar

“Para recuperar o aparelho celular, a pessoa precisa apresentar aos servidores da DI a caixa original do aparelho telefônico com a Identificação Internacional de Equipamento Móvel (Imei), que é a sequência numérica responsável por identificar cada aparelho móvel como único. Também é válida a apresentação de nota fiscal do objeto ou o Boletim de Ocorrência (BO) registrado na época em que o delito aconteceu e que contenha o Imei”, explicou Aguiar.

O titular da DI destacou que após um mês de atendimento, as devoluções passarão a ocorrer no prédio do 9° Distrito Integrado de Polícia (DIP), situado na avenida Urariá, nº 210, na primeira etapa do bairro São José Operário, zona leste de Manaus, área onde foi deflagrada a segunda fase da operação “Força de Área”, da Seaop. “Os aparelhos que não puderem ser identificados serão levados para o DIP da área para dar andamento aos procedimentos legais e continuação das devoluções”, concluiu.

Operação

Na manhã do dia 20 deste mês, a Seaop deflagrou a segunda fase da operação “Fora de Área”, que teve por objetivo apreender celulares sem comprovação de origem. A ação policial aconteceu em pontos de vendas de aparelhos eletrônicos, na segunda etapa do bairro São José Operário, onde foram apreendidos 419 celulares, possivelmente oriundos de roubos e furtos.

Na ocasião, 12 comerciantes foram conduzidos ao prédio do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) para prestar esclarecimentos. Um Inquérito Policial (IP) será instaurado para apurar o caso. A operação foi realizada por agentes da Seaop e contou com o reforço de policiais civis e militares.

Com informações da assessoria

Comentários

Deixe um comentário