Brasil

Polícia investiga perfis criados para fazer apologia a crimes cometidos por Lázaro Barbosa

Foto: Reprodução/Instagram

A Polícia Civil de Goiás (PCGO) investiga perfis falsos criados nas redes sociais em apologia aos crimes cometidos por Lázaro Barbosa, autor de uma chacina contra uma família em Ceilândia (DF) e procurado por forças policiais há 11 dias. Alguns dos perfis associam o nome do criminoso à alcunha de “matador”.

Quem comanda a apuração é a delegada titular da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos (Dercc), Sabrina Leles. Segundo ela, uma ocorrência foi registrada nessa sexta-feira (18/6) com base em postagens feitas em uma rede social. A investigadora informa que a pena por fazer, publicamente, apologia de fato criminoso ou de autor de crime varia de três a seis meses de detenção, ou aplicação de multa.

Confira a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Manaus Alerta