População contou com serviços do Governo durante o Carnaboi

Cerca de 30 mil brincantes participaram do Carnaboi- foto: Secom

De volta ao Centro de Convenções Professor Gilberto Mestrinho, o Sambódromo, após três anos, a 18ª edição do Carnaboi, o “Carnaval com o nosso ritmo”, contou com a integração das secretarias estaduais em uma série de serviços disponibilizados aos mais de 30 mil brincantes, conforme dados do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC). O Governo do Estado ofereceu serviços de saúde com um posto médico no sambódromo; de segurança, com policiamento reforçado; campanhas de proteção às crianças, adolescentes e mulheres, ouvidoria; e atendimento ao turista.

De acordo com o vice-governador e secretário de Segurança, Bosco Saraiva, por determinação do governador Amazonino Mendes, o amante do boi bumbá pôde brincar com segurança durante toda a festa. Ele ressaltou a importância do resgate do evento pelo Governo do Estado. “O Carnaboi é um evento marcante para a cidade de Manaus. Lamentavelmente durante alguns foi abandonado e uma parte do Carnaval se entristeceu. A alegria voltou exatamente com o Amazonino, seja aqui pelo Carnaval, ou pelas ruas e avenidas. É uma festa excelente, bem estruturada. O povo que está chegando aqui encontra um ambiente com absoluta segurança e alegria”, comentou o vice-governador.

O secretário de Cultura, Denilson Novo, ressaltou que o trabalho desenvolvido pela SEC e pela Amazonastur resgatou e devolveu a festa aos apaixonados pelo ritmo do boi bumbá. “Esse é um grande resgate que nós estamos fazendo desse ritmo que é a cara do Amazonas, o ritmo da toada. É o resgate dessa festa que ganhou muita popularidade no meio do Carnaval, o Carnaboi, que durante um tempo foi deixado de escanteio, e nós estamos fazendo esse trabalho, Secretaria de Cultura, Amazonastur, para que nós possamos revigorar o Carnaboi e potencializar cada vez mais essa festa que tem o nosso ritmo e a nossa cara”, destacou Denilson.

Campanhas

Quem chegou ao Sambódromo, desde o primeiro dia desfile das escolas de samba até a edição do Carnaboi, se deparou com as equipes de saúde, assistência social e da Secretaria da Mulher, em campanhas contra as Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs), violência contra a mulher e a exploração de crianças e adolescentes.

De acordo com a titular da Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas), Auxiliadora Abrantes, por determinação do governador Amazonino, o Governo do Estado, por meio da Seas, percorreu diversas bandas na capital para informar sobre os direitos da criança e do adolescente. A ação contou com o apoio da procuradora do Ministério Público do Trabalho (MPT), Alzira Melo Costa.

Conscientização

E para chamar atenção sobre os direitos da mulher, um grupo feminino percorreu o Sambódromo com placas chamando a atenção do público contra o assédio às mulheres. Segundo a secretária executiva da Mulher, Viviane Fernandes, a ação visa combater todo tipo de violência e assédio contra a mulher, principalmente, no período carnavalesco.

Cidadão

E de olho no bom serviço e atendimento à população, uma equipe da Controladoria Geral do Estado (CGE) montou base no Sambódromo para verificar como o brincante estava sendo tratado. Conforme a diretoria do Departamento de Transparência do órgão, Daniela Holanda, a Controladoria, através da Subcontroladoria de Ouvidoria, apresentou no Sambódromo os sistemas E-Ouv, e E-SIC, na busca de ouvir as demandas do cidadão e encaminhar as soluções.

Com informações da assessoria