Política

População entra na #ONDA15 e faz festa na reta final do primeiro turno

Na noite desta terça-feira (1), o bairro do São José 3, na Zona Leste de Manaus, recebeu a #ONDA15 com uma grande festa, num dos comícios mais cheios e animados deste pleito- foto: divulgação/Assessoria
Redação
Postado por Redação

Na reta final da campanha para as eleições suplementares no Amazonas, os candidatos a governador e vice-governador do estado Eduardo Braga (PMDB) e Marcelo Ramos (PR) têm visto crescer o apoio popular à candidatura da coligação União pelo Amazonas. Na noite desta terça-feira (1), o bairro do São José 3, na Zona Leste de Manaus, recebeu a #ONDA15 com uma grande festa, num dos comícios mais cheios e animados deste pleito.

Muito celebrado pelos moradores, Eduardo falou de suas realizações enquanto governador e reafirmou o compromisso com as propostas para tirar o Amazonas da crise. “No nosso governo, havia emprego, segurança, saúde funcionando, investimento em infraestrutura e políticas sociais para tirar os jovens das drogas e da criminalidade. Desde que deixamos o governo, os programas que criamos lá atrás estão abandonados”, afirmou.

Entre as propostas de Eduardo e Marcelo, destacam-se: zerar as filas de exames, consultas e cirurgias em até 120 por meio de um grande mutirão de saúde, valorizando os profissionais de saúde e reequipando os hospitais; promover uma política fiscal de redução de impostos para gerar emprego e renda, reduzindo o ICMS da cesta, do diesel e do gás de cozinha de 14% para 1%; e valorizar a polícia e os policiais a fim de reestruturar o aparelho de segurança.

Para Marcelo Ramos, os 15 meses em que o próximo governo terá para trabalhar serão decisivos para o futuro do Amazonas, se olharmos na perspectiva dos 15 meses passados. “Nos 15 meses passados, o Amazonas perdeu 30 mil empregos. Nos 15 meses passados, o Amazonas cresceu em 30% a criminalidade. Não podemos esperar mais 15 meses. É preciso mudar agora, com experiência e capacidade de gestão, com energia e vigor para sair do gabinete e ver de perto as necessidades das pessoas, e não manifestar amor somente por palavras”, declarou.

Com informações da assessoria

Comentários

comentários

Deixe um comentário