Pós-pandemia: projeto incentivará amazonenses a viajar aos municípios para estimular a economia

foto: Secom
Manaus Alerta
Postado por Manaus Alerta

O Governo do Estado, por meio da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), começou a colocar em prática o Plano de Retomada da Atividade Turística – Amazone-se, que reúne projetos e programas, visando impulsionar o crescimento do segmento, um dos mais impactados pela pandemia da Covid-19. Além da promoção turística por meio de campanhas, o Amazone-se prevê o ordenamento do setor, suporte ao empresariado e obras de infraestrutura turística. O projeto será implementado de julho a dezembro deste ano, segundo cronograma adotado pela Amazonastur.

“Nós temos trabalhado medidas para essa retomada da economia e isso passa também pelo turismo. Determinei que seja feito um ordenamento do setor, que os empresários tenham suporte e que caminhemos com as obras de infraestrutura turística. Temos que estar ainda mais preparados para quando essa pandemia passar. O Amazonas é um dos principais destinos do brasileiro e do turista estrangeiro pelo seu potencial natural e turístico”, afirmou o governador Wilson Lima.

Segundo a presidente da Amazonastur, Roselene Medeiros, a expressão que dá nome ao plano é muito usual e estimulará o viajante, brasileiro ou estrangeiro, a entrar em sintonia e conhecer a natureza do Amazonas. Além disso, de acordo com a presidente, despertará a autoestima do cidadão amazonense, ao reafirmar o Amazonas como principal representante da Amazônia, em seu patrimônio natural e cultural.

Empresariado local, companhias aéreas e operadores nacionais e internacionais especializados em turismo serão envolvidos em uma campanha que estimulará o reposicionamento do Amazonas como destino turístico. Site, aplicativos, vídeos promocionais, guias digitais e mapas em português, inglês, espanhol e mandarim também fazem parte do plano Amazone-se.

“O nosso posicionamento diante da promoção do destino vai se focar, principalmente, nas mídias sociais e do marketing digital para o Amazonas continuar na prateleira e informar que aqui nós estamos trabalhando para sermos um destino seguro para a prática do turismo”, declara Roselene Medeiros.

O Amazone-se também incentivará os amazonenses a viajar entre os municípios do estado como forma de estimular a economia no interior. O plano estabelece uma atuação mais forte sobre o ordenamento da cadeia produtiva na Região Metropolitana. Além disso, a Amazonastur fará a adesão à Plataforma Integrada do Turismo (PIT), o que vai permitir que os municípios amazonenses inseridos no Mapa do Turismo possam fazer seu inventário de forma virtual. Serão realizadas também rodadas de negócios e oficinas para aproximação do trade com as instituições financeiras do segmento turístico.

Infraestrutura turística

No plano de infraestrutura, estão previstas as reformas dos Centros de Atendimento ao Turista (CATs) e do terminal de passageiros do Aeroporto de Barcelos; a instalação de infraestrutura turística em comunidades indígenas no entorno de Manaus; e melhorias na infraestrutura na Serra da Valéria, comunidade localizada no município de Parintins.

Está também em fase de aprovação, no Ministério do Turismo, a construção do Museu dos Bois em Parintins, além da conclusão da segunda fase do Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques (CCAVV), em Manaus, que será entregue até o final deste ano.

O Plano Amazone-se pode ser acessado por meio do link: ascom_amazonastur_am_gov_br/EeL5FfJ4LB5LhquroVtXP5IBYSqo_trIjVS6YGB4OE__aA?e=orfhCL.

Com informações do Governo do Amazonas