Prédios públicos recebem iluminação em alusão ao incentivo à saúde da mulher

Foto: Ingrid Anne / Semcom

Embora eventos presenciais estejam suspensos, devido à pandemia do novo coronavírus, prédios e espaços públicos municipais estão com iluminação rosa, para chamar a atenção sobre a importância dos exames preventivos.

As sedes da Prefeitura de Manaus, do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), da Subsecretaria da Mulher, ligada à Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), além do anfiteatro do complexo turístico Ponta Negra, são alguns dos prédios com iluminação diferenciada, em alusão ao “Outubro Rosa”.

Madrinha da programação do “Outubro Rosa” no município, a presidente do Fundo Manaus Solidária, a primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro, destaca a importância da simbologia presente na iluminação na cor rosa e, sobretudo, sobre a necessidade dos exames preventivos serem realizados a cada ano.

“Estamos em um ano atípico para todos, em que muito do que foi planejado, infelizmente, não poderá ser executado. Apesar disso, a nossa saúde precisa ser olhada e cuidada, independentemente de qualquer situação. O ‘Outubro Rosa’ é essa chamada de atenção para que as mulheres se olhem mais, se cuidem mais. É realizar os exames preventivos, fazer atividades físicas e ter uma alimentação mais saudável. Tudo isso é importante para a mulher e com ações de saúde reforçadas na gestão do prefeito Arthur Virgílio Neto”, disse.

A campanha “Outubro Rosa”, que conscientiza as mulheres sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e de colo do útero, da Prefeitura de Manaus, neste ano vai focar na educação e na promoção da saúde, por meio da distribuição de material informativo e com rodas de conversa, com o máximo de cinco pessoas.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), o enfoque da educação nesse período de pandemia será o uso de preservativos, para diminuir a transmissão do HPV, a vacina para meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos, a coleta do preventivo e o encaminhamento correto para o serviço de referência do câncer, que em Manaus possui duas unidades municipais: as policlínicas Castelo Branco, no Parque 10 de Novembro, zona Centro-Sul, e Doutor Antônio Comte Telles, no São José Operário, zona Leste.

Casos

No Amazonas, o câncer do colo do útero está à frente do câncer de mama em nível de ocorrências. As estimativas do Instituto Nacional de Câncer (Inca) para o Estado, no ano de 2020, são de 700 casos novos de câncer do colo do útero, com 580 casos apenas no município de Manaus. Em relação ao câncer de mama, a estimativa é de 380 novos casos para o mesmo período.

Para fazer frente a essas doenças, no ano de 2019, as unidades de saúde da Semsa realizaram 87.631 exames preventivos para câncer do colo do útero, na faixa etária de 25 a 64 anos, e 95.303 mamografias, na faixa etária de 50 a 69 anos.

Em 2020, por ocasião da pandemia da Covid-19, que impõe a necessidade de distanciamento social, o Inca orientou a suspensão, desde março, das ações de rastreio organizado. Entretanto, o município de Manaus mantém apenas o rastreio oportuno, ou seja, os exames são oferecidos à mulher que comparece à UBS para outros tipos de atendimento e, caso se encaixe nos critérios para a efetivação do exame, o mesmo é realizado ou agendado de acordo com a disponibilidade da usuária.

Com informações da assessoria