Prefeito Arthur Neto fiscaliza recuperação emergencial da rua Emílio Moreira

Homens e máquinas da Seminf atuam sem parar desde a noite anterior para solucionar o rompimento de uma rede de drenagem profunda. Foto: Alex Pazuello / Semcom

Marca de sua gestão, o acompanhamento direto às obras de infraestrutura de Manaus, o prefeito Arthur Virgílio Neto esteve na manhã desta quinta-feira (14), fiscalizando a recuperação emergencial na rua Emílio Moreira, no bairro Praça 14 de Janeiro, zona Sul. No local, homens e máquinas da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) atuam sem parar desde a noite anterior para solucionar o rompimento de uma rede de drenagem profunda.

“Ao chegar aqui, uma moradora me disse que esta galeria possui mais de 30 anos, ou seja, era uma obra que já deveria ter sido feita há décadas. Algumas pessoas acham que governar é contornar o problema, mas a nossa gestão não se esquiva, nós enfrentamos os problemas”, afirmou o prefeito, que disse que o trabalho continuará no local até que a situação se normalize na área.

A ocorrência na Emílio Moreira surgiu no início da noite de quarta-feira (13), com o afundamento de parte da via. Imediatamente, uma equipe de pronta-resposta da prefeitura se deslocou ao local e iniciou as escavações para identificar o ponto exato do rompimento na tubulação. “Nossa expectativa é de que consigamos identificar o problema e realizar a troca dessa parte da rede de drenagem ainda hoje, para que no dia seguinte (sexta-feira) se possa avançar com os serviços de pavimentação e recuperação das calçadas prejudicadas”, explicou o prefeito.

Arthur reforçou que essa é uma obra complexa e que fatores externos, como a chuva, podem atrapalhar o andamento dos trabalhos. “Nossas equipes estão mobilizadas para dar a correta solução ao problema. Não é um trabalho paliativo. Infelizmente, há muitas outras áreas da capital que deixaram de receber a devida atenção”, finalizou.

Ainda na manhã desta quinta-feira, a Seminf também atua na avenida Cosme Ferreira, onde outra rede de drenagem apresenta sinais de rompimento.

Trânsito

Ao todo, dez agentes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) atuam no trecho interditado da Emílio Moreira, entres as ruas Tarumã e Tefé, orientando os condutores. O órgão também está presente na ocorrência da avenida Cosme Ferreira.