Prefeitura esclarece ‘equívoco’ de registros excessivos de vacinação em clínica

Foto: Ruan Souza / Semcom

Em nota, a prefeitura de Manaus informa  que o grande número de registros de vacinação, vinculado à clínica da família Senador Severiano Nunes, se deu pelo entendimento inicial da equipe de vacinadores do Núcleo de Imunização Leste, da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), de que as doses deveriam estar registradas em uma unidade de saúde com Sala de Vacinação, conforme orientação do Programa Nacional de Imunização (PNI), praticada nas campanhas anteriores.

Assim, as vacinas aplicadas nas unidades estaduais da zona Leste (HPS João Lúcio, maternidade Ana Braga e HPS da Criança Zona), foram vinculadas na Severiano Nunes, com um total de 902 registros.

Segundo a pasta, o equívoco foi pontual e atualmente todos os registros consideram o local real de aplicação das doses. A correção dos registros na lista pública de vacinados está sendo concluída e deve entrar em versão a ser publicada até as 22h desta terça-feira, (26).

Com informações da assessoria