Cidades

Prefeitura reafirma vacinação e medidas de proteção como principais aliados contra a Covid-19

Foto: Diego Peres/Secom, Arthur Castro/Secom e Girlene Medeiros/FVS-AM

Apresentado pela Prefeitura de Manaus, em audiência pública virtual da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), na tarde desta quinta-feira, 29, o “Plano de Contingência Municipal para Infecção Humana pelo Novo Coronavírus” mantém a vacinação e as medidas comuns de proteção contra doenças respiratórias como estratégias efetivas e ainda válidas para o controle da Covid-19 em diferentes cenários epidemiológicos.

O documento, que acaba de ser atualizado pela equipe técnica da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), também inclui diretrizes relacionadas à assistência dos usuários em unidades básicas de saúde, com oferta de exames e acompanhamento dos pacientes, inclusive por meio de telemonitoramento e terapias pós-Covid-19, orientações à população, notificação dos casos e também as estratégias de rastreamento, isolamento e monitoramento dos que tiveram contato com quem teve diagnóstico positivo.

As estratégias também contemplam comunidades rurais, indígenas, quilombolas e migrantes e refugiados venezuelanos. A titular da Semsa, Shádia Fraxe, ressalta que o plano de contingência sinaliza, com clareza e com a atribuição de responsabilidades, o que deve ser feito pela rede de saúde, desde o fluxo de atendimento de casos suspeitos até o acompanhamento das tendências de adoecimento e mortalidade, que permitem estabelecer medidas pontuais de prevenção e controle.

“Assumimos a gestão em um momento muito delicado, com a pandemia em plena expansão e nossas unidades sob alta demanda, mas mantivemos nossos sistemas de vigilância e assistência em alerta, conforme determinação do prefeito David Almeida. Além disso, ampliamos nossa capacidade de atendimento com 22 unidades preferenciais para casos suspeitos de Covid e abrimos a campanha de vacinação contra a doença, a maior e mais complexa já realizada”, relata Shádia.

A secretária ressalta que a partir de abril a demanda nas unidades municipais e o número de casos notificados começaram a cair. “Apesar disso, estamos aprimorando nosso plano de enfrentamento, considerando que novos cenários podem surgir, exigindo medidas imediatas, que devem ser realizadas pela Semsa e apoiadas pelas demais áreas da prefeitura, conforme compromisso e orientação do prefeito David Almeida”.

A atualização do Plano de Contingência considerou: novas evidências científicas, normatizações do Ministério da Saúde (MS), o cenário epidemiológico atual e a Emergência em Saúde Pública de Interesse Internacional. Além de estabelecer as linhas de atuação da rede municipal de saúde, o plano sublinha a importância da participação popular no enfrentamento à pandemia.

Entre janeiro e março deste ano foram confirmados em Manaus, 77.055 casos de Covid-19, dos quais 39.516 registrados em janeiro. O início da pandemia teve o primeiro caso registrado oficialmente na capital no dia 13 de março de 2020.

Já na campanha de vacinação, que está entre as principais estratégias de prevenção, foram aplicadas, até o momento, 467,2 mil doses de vacina contra a Covid-19.

Com informações da assessoria