Polícia

Preso, delegado não quer comer e está abatido

Redação.
Postado por Redação.

A defesa do delegado Gustavo Sotero enviou um documento à Justiça solicitando que o policial civil possa receber tratamento hospitalar fora da unidade onde está preso desde o último 25, após matar a tiros o advogado Wilson Justo e ferir mais três pessoas dentro do Porão do Alemão.

Segundo a defesa do delegado, Sotero está abatido e não está se alimentando. O documento ainda pede também que seja feito um novo exame de corpo de delito, já que os hematomas sofridos pelo custodiado estão inchados na região do rosto.

Uma colega de profissão de Sotero disse que apenas agora o delegado está voltando à lucidez e se dando conta da gravidade do que aconteceu no Porão do Alemão. “Acredito que apenas agora que está caindo a ficha dele e terá que arcar com as consequências de seus atos. Com três dias preso ele já está ‘sêco’”, disse.

Sotero está preso na sede da Delegacia Geral (DG), em frente ao Sambódromo.

Veja também:

Juiz plantonista converte prisão em flagrante de delegado acusado de homicídio em prisão preventiva

Delegado foi revistado antes de entrar no Porão e disse que atirou porque foi agredido

 

Veja o documento enviado à Justiça:

Fonte: Blog do Mario Adolfo

Comentários

Deixe um comentário