Polícia

Principal envolvido na morte de PM foi preso a caminho de pescaria com a família

Segundo informações da PC, “Filé” é o oitavo preso de 15 infratores envolvidos diretamente na morte do policial militar- foto: divulgação/PC
Redação
Postado por Redação

Bruno Medeiros Mota, 26, conhecido como “Filé”, foi apresentado na manhã de hoje (26) após ter sido preso no último final de semana em cumprimento a mandado de prisão preventiva, durante ação conjunta, coordenada pela Divisão de Inteligência e Captura (Dicap) do estado de Roraima, envolvendo as Polícias Civil e Militar de Caracaraí, em parceria com a DEHS do Amazonas. Ele é um dos principais envolvidos o homicídio do soldado da Polícia Militar do Amazonas Paulo Sérgio da Silva Portilho, que estava desaparecido desde o dia 26 de maio deste ano.

O corpo de Portilho foi encontrado na tarde do último dia 30 de maio, por volta das 14h, na Rua 222-A da invasão Vila Buriti, Comunidade João Paulo, bairro Nova Cidade. O chefe de operações da Dicap, sargento da Polícia Militar de Roraima Flávio Alves, informou que “Filé” foi preso em uma embarcação interceptada no Rio Branco, em Caracaraí, no momento em que estava indo pescar com os parentes dele.

Segundo informações da PC, “Filé” é o oitavo preso de 15 infratores envolvidos diretamente na morte do policial militar. Três adolescentes foram apreendidos, um encontrado morto e três seguem foragidos. Os três adolescentes foram encaminhados à Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai). Bruno foi indiciado por homicídio qualificado. Ao término dos procedimentos cabíveis o infrator será levado para o Centro de Detenção Provisória Masculina (CDPM).

Morte

Juan Valério informou que um dos participantes do crime, identificado como Isac Santos, conhecido como “Trem-Bala”, foi encontrado morto no dia 3 de junho deste ano, no ramal Santo Antônio, quilômetro 47 da rodovia estadual AM-010.

O titular da DEHS destacou que três pessoas continuam foragidas e estão sendo procuradas pela polícia. São elas: Fabio Barbosa de Souza, conhecido como “Índio”; William Paiva, chamado de “Sorriso”, e Rodolfo Barroso Martins, o “Gigante”.

Com informações da assessoria

Comentários

comentários


Deixe um comentário