Produção de banana garante renda mensal a agricultores familiares de Manicoré

Foto: Divulgação/Idam

Por semana, sete toneladas da produção de banana do município de Manicoré estão sendo enviadas à Manaus para o abastecimento de mercados. Neste ano, a Unidade Local do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam), que acompanha a produção no município, já contabilizou o envio de mais de 95 toneladas de bananas para serem comercializadas na capital, além da comercialização que é feita na própria cidade.

Em 2019, o município de Manicoré produziu 760 mil cachos de banana, ficando atrás somente de Manacapuru, que é o maior produtor do estado, com 1,3 milhão de cachos/ano, segundo dados do Relatório de Acompanhamento Trimestral (RAT) do Idam. Ainda segundo o relatório, o município possui cerca de 740 produtores rurais trabalhando com a atividade, com uma área plantada estimada em 1,2 mil hectares.

De acordo com o gerente do Idam em Manicoré, Rigoney Nascimento, a cultura da banana é uma das principais fontes de renda dos agricultores familiares do município. “Como é uma cultura que pode ser colhida a cada 15 dias, costumamos dizer que a banana é a renda garantida dos nossos agricultores no final do mês”, destacou o gerente.

Em Manicoré, as comunidades que mais se destacam na produção de banana são na região da Ilha de Onças, as comunidades Liberdade e São Sebastião; na região do Uruá, as comunidades Conceição do Uruá, Nazaré do Uruá e São Pedro do Uruá, além das comunidades Verdum e Novos Prazeres. Segundo o gerente, essas comunidades são as principais responsáveis pelo envio da produção de banana para Manaus.

Maracujá – Além da banana, os agricultores familiares das comunidades da região do Uruá estão conseguindo enviar para a capital também a produção de maracujá. De acordo com Rigoney, por semana, cerca de 50 sacas de maracujá são encaminhadas à Manaus. Segundo dados do Idam, a produção anual de maracujá no município fica em torno de 280 toneladas.

Políticas públicas – Por meio do acompanhamento do Idam, órgão responsável pela prestação dos serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), entres eles, a elaboração de projetos de crédito rural, os agricultores do município tiveram projetos de custeio aprovados pela Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam) e pelo Banco do Brasil em 2019.

De acordo com Rigoney, ainda este ano será feito também o credenciamento desses agricultores para que eles possam acessar o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

“Com projetos elaborados pelo Idam de Manicoré, a maioria dos produtores de banana dessas comunidades conta com financiamento do Banco do Brasil, por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), e pela Afeam, por meio do Fundo de Apoio às Micro e Pequenas Empresas e ao Desenvolvimento Social do Estado do Amazonas (FMPES)”, destacou o gerente.

Com informações da assessoria