Professora tem filho com aluno de 15 anos na Itália

A denúncia foi feita pelos próprios pais do adolescente

(ANSA) – Um exame de DNA pedido pela Justiça da Itália confirmou que uma professora de 35 anos teve no fim de 2018 um filho com um aluno de 15. O caso ocorreu em Prato, na Toscana.

A mulher é acusada de realizar atos sexuais com um adolescente que fazia aulas de reforço de inglês com ela a partir de 2017. A amostra de DNA do bebê, que havia sido reconhecido pelo próprio marido da docente, foi extraída com autorização da mãe.

Segundo fontes investigativas, o resultado comprova que o pai biológico da criança é o jovem de 15 anos com quem a professora teria tido relações sexuais. A denúncia partiu da família do adolescente, após a mulher ter revelado para ele a existência do bebê.

Em seguida, o jovem teria entrado em crise e decidido se abrir com os pais. A lei italiana considera que um menor de idade não tem maturidade psicológica para consentir uma relação sexual com um adulto. (ANSA)