Projeto ajuda estudantes de escolas públicas a entrarem na faculdade

Foto: Arquivo Pessoal
Manaus Alerta
Postado por Manaus Alerta

O estudante Vinícius Andrade conta que nasceu e cresceu na região do Simioni, em Ribeirão Preto, interior de São Paulo. A área reúne diversas comunidades pobres da cidade e o acesso à informação não é tão fácil. “Prestei vestibular sem saber exatamente o que queria ou o que me aguardava.”

Vinícius só decidiu cursar uma faculdade porque não se conformava com a rotina das irmãs mais velhas, que “só trabalhavam”. Como tantos jovens, fez cursinho e conseguiu uma vaga em uma universidade particular, mas não teve condições de pagar a mensalidade. Depois de dois anos de estudo conquistou uma vaga na USP (Universidade de São Paulo) em Ribeirão Preto.

“Passei em Economia Empresarial e descobri que odeio contabilidade, mas não tentei outro curso porque não achei que tivesse capacidade de passar”, afirma. Ao chegar na USP, foi um choque. “Não tinha ideia da estrutura e das possibilidades que os estudantes têm.”

Desse inconformismo com a realidade e o entendimento do abismo que há entre a vida em uma universidade de ponta e a realidade da maioria dos estudantes de escolas públicas, o jovem Vinícius criou o projeto Salvaguarda que tem como objetivo orientar alunos sobre vestibular, Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), além de ajuda com redação.

“Fizemos pesquisa com estudantes da rede pública e percebemos que a maioria não sabia o que é o Enem, o Sisu (Sistema de Seleção Unificada), o ProUni (Programa Universidade para Todos), Fies (Financiamento Estudantil) e até mesmo a diferença entre universidade pública e privada, o acesso à informação não é igual para todos.”

Na prática, o Salvaguarda trabalha com voluntários a partir de três pilares: motivação, conteúdo e informação. A ideia é tirar dúvidas e mostrar o caminho das pedras, oferecendo provas antigas, correção de redação e monitoria pelo Whatsapp. Também leva jovens para conhecer o campus de universidades públicas e aproxima esses alunos de profissionais e universitários.

Atualmente, Vinícius cursa Economia na USP e é um dos dez brasileiros selecionados para participar da edição 2020 da Brazil Conference, evento a ser realizado no mês de abril pela comunidade brasileira de estudantes em Boston, na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, para promover encontros com líderes e representantes da diversidade do Brasil.

As informações são do R7


Deixe um comentário