Brasil

Quem fecha tudo está na contramão do que o povo quer, diz Bolsonaro

Foto: Reprodução

Cumprindo agenda no Ceará nesta sexta-feira (26), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) criticou medidas de fechamento do comércio, também conhecidas como lockdown, e disse que a consequência será a destruição de empregos.

“Aos políticos que me criticam, sugiro que façam o que eu faço. Tenho um prazer muito grande de estar no meio de vocês. Dizer a esses políticos do Executivo, o que eu mais ouvi por aqui é: ‘presidente, eu quero trabalhar’. O povo não consegue ficar mais dentro de casa. O povo quer trabalhar. Esses que fecham tudo e destroem empregos estão na contramão daquilo que o povo quer”, disse Bolsonaro em discurso.

Esta semana, com o recrudescimento da pandemia de Covid-19 pelo país e um ano depois do primeiro diagnóstico de infecção pelo novo coronavírus, diversos estados estão restringindo a circulação de pessoas e determinando medidas de fechamento da economia.

Confira a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Manaus Alerta