Brasil

‘Quem me colocou na política foi Deus, e eu não vou desistir’, diz Flordelis

Foto: Reprodução/TV Globo

A deputada federal Flordelis dos Santos, acusada de ser a mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo, afirmou em entrevista ao jonal Folha de S.Paulo que acredita que não terá o mandato casado pelo Conselho de Ética da Câmara.

“Quem me colocou na política foi Deus, e eu não vou desistir por que hoje eu tô passando por um período difícil”, afirmou. “Não acredito nesta cassação, sinceramente não acredito. Acredito muito que Deus vai trabalhar em Brasília”, disse a deputada.

Para o Ministério Público do Rio de Janeiro, a deputada é considerada a mentora do crime ocorrido em junho de 2019 contra Anderson. A defesa de Flordelis nega a acusação.

Flordelis acusa filha

Em março, em entrevista ao programa ‘Conversa com Bial’, da TV Globo, a deputada afirmou que sua filha Simone seria a responsável pela morte do pastor.

Na entrevista, a parlamentar tentou explicar as contradições e os fatos que fizeram o Ministério Público do Rio de Janeiro considerá-la a mentora do crime. Flordelis também deu sua versão para a trama familiar que explicaria por que duas filhas do casal tinham motivações para matar o pastor.