“Queria que educação pela igualdade começasse na escola”, diz pai de João Alberto durante sepultamento

Foto: Reprodução/Redes sociais

Dezenas de pessoas – entre amigos, familiares e militantes de movimentos negros – acompanharam o velório e o sepultamento de João Alberto Silveira Freitas, 40 anos, na manhã deste sábado (21), no Cemitério Municipal São João, na zona norte de Porto Alegre.

Em nome dos familiares, o pai da vítima, João Batista Rodrigues Freitas de 65 anos, lamentou a morte brutal do filho.

“Eu gostaria que o estopim para que as pessoas se dessem conta da existência do racismo não fosse o fim de uma vida. Queria que a educação pela igualdade começasse pelos bancos escolares. Mas já que aconteceu com o meu filho que sirva de exemplo. Se não podemos banir o racismo, que possamos ao menos reduzi-lo”, disse.

Confira a matéria completa no site Metrópoles