Política

Recursos de R$ 666 milhões para combate a Covid-19 são travados pelo Governo

Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil

O Ministério da Saúde travou R$ 666 milhões que o Congresso Nacional reservou para auxiliar estados e municípios no combate à pandemia. Segundo o jornal Folha de S.Paulo, ao todo, 20 estados e 25 municípios deveriam ser beneficiados pelo dinheiro. Até hoje, no entanto, a verba não foi enviada.

O Amazonas, que entrou em colapso no início deste ano, é o que deveria receber o maior montante de emendas e tem para receber mais de R$ 160 milhões. Já São Paulo deverá ter cerca de R$ 19 milhões.

Deputados e senadores têm direito a destinar parte do Orçamento federal a suas bases eleitorais. Isso é feito pelas chamadas emendas parlamentares.

O bloqueio afetou emendas de desafetos do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), como o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e o deputado Kim Kataguiri (DEM-SP). Mas também de aliados, como a deputada Carla Zambelli (PSL-SP) e Flávia Arruda (PL-DF), ministra da Secretaria de Governo desde março.

Confira a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Manaus Alerta