Rede de assistência infantil já atendeu 80 mil crianças e adolescentes em 2020

Foto: Divulgação/SES-AM.

Os Hospitais e Prontos-Socorros infantis atenderam cerca de 80 mil crianças e adolescentes com diferentes enfermidades, em 2020, na rede de assistência da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM). Ao todo, a rede conta com 409 leitos destinados aos cuidados pediátricos, em cinco unidades urgência e retaguarda em Manaus. 

Os atendimentos de urgência e emergência na capital são realizados em três hospitais e prontos-socorros infantis, nas zonas Leste, Oeste e Sul. Além disso, a rede tem 11 Unidades e Serviços de Pronto Atendimento (UPAs e SPAs), que contam com médicos pediatras 24 horas e com as unidades de retaguarda, Hospital Infantil Dr. Fajardo e Instituto de Saúde da Criança do Amazonas (Icam), que somam, ao todo, 644 leitos disponíveis.

A área infantojuvenil, conforme o secretário da SES-AM, Marcellus Campêlo, é uma das mais fortes do Estado e, mesmo durante a pandemia, nunca alcançou superlotação da rede, mantendo-se normalmente com baixa taxa de ocupação de leitos. “Nós temos as portas de entrada tanto nos SPAs, mas principalmente de Hospital e Pronto-Socorros especializados para Criança, temos o apoio do Hospital Fajardo, aqui do Icam”.

Conforme o secretário executivo adjunto de Atenção à Urgência e Emergência da SES-AM, Moab Amorim, o Icam, também passa a se tornar referência no atendimento de crianças com o novo coronavírus. Esse serviço era oferecido anteriormente no Hospital e Pronto Socorro Delphina Aziz e, com a mudança, as crianças acometidas pela Covid-19 passam a receber toda a expertise de mais de 20 anos do instituto, referência em pediatria.

“A gente vai tornar mais especializado um serviço que já era específico. Saímos, nesse momento, de uma unidade de retaguarda, que era o Delphina, e que fazia esse atendimento de pediatria apenas em insuficiência e síndromes respiratórias agudas e vamos colocar esses atendimentos para o Icam, onde já tem um serviço especializado em altos padrões de qualidade, deixando liberado o Delphina para fazer o atendimento full em outras especialidades”, explicou Moab.

Apesar de se tornar unidade de retaguarda hospitalar para adulto, o Hospital Delphina Aziz vai ofertar apoio diagnóstico de imagem e ambulatorial na área pediátrica.

A unidade será referência para os três hospitais e pronto-socorros da criança e para atendimento da fila de espera do sistema de regulação. Exames como ressonância por sedação, tomografia e consultas em especialidades como cardiologia, endocrinologia e neurologia serão realizados no Delphina Aziz, ampliando a rede de assistência infantojuvenil.

“Nós vamos ampliar essa carta de serviços para pediatria, oferecer mais serviços agora, do que antes da pandemia para a pediatria”, detalhou Marcellus.

UPAs e SPAs 

Na Zona Norte, a população ainda conta com os serviços de pediatria do SPA Enfermeira Eliameme Rodrigues Mady, SPA e Policlínica Dr. Danilo Corrêa, UPA José Rodrigues e UPA Campos Sales. Além disso, a rede de Atenção Básica do Município dispõe de 11 serviços de saúde na região norte da capital.

 “A UPA (Campos Sales) continua realizando atendimento pediátrico. Os nossos SPAs com dois pediatras, cada um deles, também continuam fazendo esse atendimento de porta aberta (24h) normalmente”, ressaltou Amorim.

Com informações da assessoria