Saúde

Reduz o número de faltosos que não haviam tomado a segunda dose, diz Semsa

Foto: Rodrigo Santos/SES-AM

Prefeitura de Manaus vem registrando, nos últimos sete dias, redução no número de pessoas que já passaram dos prazos para receber a segunda dose dos imunizantes contra a Covid-19. Na última quinta-feira, 25/11, os registros do Sistema Municipal de Vacinação (SMV), da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), indicavam que 335.516 pessoas se encontravam nessa condição. Nesta quarta-feira, 1º/12, esse número estava em 318.167. O mesmo acontece com as pessoas que ainda não tomaram a primeira dose. Há uma semana eram 161.191 e hoje são 157.671.

A secretária da Semsa, Shádia Fraxe, classificou como positiva essa redução, mas reforçou que não é hora de descuidar e que mesmo imunizada, a população precisa manter os cuidados individuais de proteção.

“Esperamos que essa tendência se mantenha. Pode não ser uma diferença grande, ainda, mas é significativa para nós, que estamos nessa batalha para imunizar a população há mais de dez meses e ainda encontramos certa resistência de pessoas ou que não aceitam a vacina, ou que, por alguma reação que tenham tido na primeira dose, estão com receio e não voltaram para tomar a segunda. Essa redução por dias seguidos, nos dá mais esperança e indica que as estratégias que temos adotado têm sido acertadas e vamos prosseguir, mas o uso de máscaras, de álcool em gel e distanciamento social devem ser mantidos”, avaliou Shádia.

Segundo a secretária, a Covid-19, por ser uma doença nova, ainda não há muitas informações científicas sobre ela. “Agora mesmo, tivemos o surgimento de uma nova variante, a Ômicron, que nos deixa em alerta exatamente por não sabermos, ainda, como ela irá se comportar. Por essa razão insistimos em que as pessoas devem buscar as vacinas. Repito: é questão de saúde pública, envolve toda a coletividade. Precisamos ter toda a população vacinada”, alertou, lembrando que já há o registro de três casos da variante no Brasil.

Percentuais

De acordo com o Vacinômetro municipal (https://vacinometro.manaus.am.gov.br), até esta quarta-feira, o percentual de pessoas com primeira dose era de 91,18%, o que equivale a 1.628.295 de pessoas, ou 73,36% da população geral estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que é de 2.219.580. No caso de pessoas com o esquema vacinal completo, 75,22% da população vacinável ou 60,52% da população geral.

O total de pessoas com a dose de reforço estava em 175.566, o que corresponde a 9,83% da população apta a receber a vacina, ou 7,91% da população geral.

Vacinação

A prefeitura segue atendendo com as três doses das vacinas em 52 locais distribuídos por toda a cidade. Nesta quinta-feira, 2, voltam a funcionar os pontos de vacinação em mais cinco shoppings. A lista com os endereços e horários de funcionamento pode ser consultada no site da Semsa, pelo link  http://bit.ly/localvacinacovid19, ou pelos perfis oficiais da secretaria nas redes sociais @semsamanaus, no Instagram, e Semsa Manaus, no Facebook.

Documentos

Quem for receber a primeira dose, tendo entre 12 e 17 anos precisará estar acompanhado pelo pai, mãe, ou uma pessoa maior de 18 anos, que deverá assinar uma declaração de responsabilidade no verso da cópia do comprovante de residência. Também será necessário apresentar um documento de identidade ou certidão de nascimento, CPF ou Cartão Nacional do SUS (CNS). Quem tiver 18 anos ou mais, deve levar o documento de identidade original, com foto, CPF e o comprovante de residência, com cópia.

Para a segunda dose, basta apresentar o documento de identificação, o CPF e a carteira de vacinação com o registro da primeira dose. Quem tiver perdido a carteirinha, pode comprovar pelo aplicativo ConecteSUS, que pode ser instalado no celular.

Para a dose de reforço, as pessoas a partir de 18 anos e trabalhadores de saúde que se enquadrem no critério de conclusão do esquema vacinal há pelo menos cinco meses, devem apresentar identidade, CPF e a carteira de vacinação com o registro das duas doses. Para os imunossuprimidos, que completaram o esquema vacinal há 28 dias ou mais, além dos documentos, deve ser apresentada uma comprovação da condição de saúde cuja lista está disponível nos canais oficiais da Semsa.

Com informações da assessoria