Registro de remédio mais caro do mundo contra doença rara é autorizado pela Anvisa

Foto: Reprodução

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, na manhã desta segunda-feira (17), o registro do remédio Zolgensma. Considerado o medicamento mais caro do mundo, no valor de R$ 10,4 milhões, ele é usado para o tratamento da atrofia muscular espinhal (AME).

A doença rara e grave afeta a medula espinhal e núcleos na base do cérebro, causando fraqueza muscular, atrofia e paralisia muscular progressiva. Ela é resultado de alterações do gene que codifica a proteína SMN (Survival Motor Neuron), uma molécula necessária para a sobrevivência do neurônio motor, responsável pelo controle do movimento muscular.

Leia a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Portal Manaus Alerta