Rematrícula de alunos da escolinha da FAG começa na segunda-feira (27) 

Foto: Mauro Neto

Começa na próxima segunda-feira (27) e segue até o dia 31 de janeiro o período de rematrícula para alunos que já fazem parte da escolinha do Núcleo de Base de Ginástica Rítmica e Artística da Federação Amazonense de Ginástica (FAG). O Núcleo funciona no Centro de Ginástica do Amazonas (CGA), na Vila Olímpica de Manaus, e conta com o apoio do Governo do Amazonas, por meio da Fundação Amazonas de Alto Rendimento (Faar).

O início das aulas do núcleo está programado para o dia 10 de fevereiro. Antes, entre os dias 3 e 7 do próximo mês, serão realizadas as matrículas para novos alunos interessados em participar das turmas desenvolvidas pela FAG.

Para efetuar a renovação de matrícula daqueles que participaram das aulas em 2019, pais ou responsáveis deverão comparecer ao Centro de Ginástica do Amazonas, das 8h às 11h40 e das 14h às 17h30, levando cópias da certidão de nascimento do aluno e comprovante de residência, duas fotos 3×4 e a declaração escolar do aluno para 2020.

Para realizar a rematrícula nas escolinhas do Núcleo de Base de Ginástica Rítmica e Ginástica Artística da FAG, é necessário o pagamento de uma taxa de R$ 20.

Expectativas

De acordo com a gestora do projeto Núcleo de Base da FAG, Verônica Martins, 2019 foi um ano de grandes conquistas na prática da modalidade no estado, com a descoberta de talentos na ginástica com potencial para serem o futuro do esporte do estado.

“Penso que avançamos bastante na ginástica artística quanto ao número de praticantes e de clubes participantes. Na ginástica rítmica, tivemos resultados expressivos com a ginasta do clube Cegym, Hadassa Benício, de 9 anos, que se tornou-se campeã individual geral no Torneio Nacional”, avaliou.

A coordenadora também falou sobre os planos para o esporte em 2020, que promete ser ainda mais produtivo, principalmente pela chegada dos novos aparelhos de Ginástica Artística, que estão sendo montados e, em breve, estarão prontos para o uso dos atletas.

“Na ginástica rítmica, iremos continuar com as competições e torneios, e estamos discutindo a possibilidade de trazer alguma disputa nacional para o Amazonas. Na ginástica artística, teremos grandes movimentações por conta da inauguração dos aparelhos novos e que servirão como um incentivo maior para nossos talentos”, destaco.

*Com informações da assessoria