Esportes

Rogério Caboclo é afastado da presidência da CBF por 30 dias

foto: reprodução/Twitter

Rogério Caboclo foi afastado da presidência da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) pelos próximos 30 dias após ser acusado por uma funcionária da entidade de abusos sexual e moral. A decisão foi do Conselho de Ética da CBF para que Caboclo se defenda das acusações. A informação foi divulgada pelo Globo Esporte.

Até que retorne, o substituto será o vice-presidente mais antigo, Antônio Carlos Nunes. Uma reunião ainda está marcada para ocorrer entre a cúpula da entidade, na manhã desta segunda-feira (7). Antônio assume em uma momento de turbulência na direção da CBF que está em atrito com os jogadores da Seleção, que são contra a realização da Copa América no Brasil.

E para complementar, o técnico Tite estaria ameaçado no cargo, por conta também não concordar com o evento. O jornalista do grupo Globo, André Rizek, informou que Caboclo teria prometido ao Governo Federal, demitir Tite para que Renato Gaúcho pudesse assumir o comando da seleção. Tite e os jogadores ainda devem se manifestar oficialmente na próxima terça-feira, após o jogo com Paraguai, pelas Eliminatórias da Copa.

Portal Manaus Alerta