Ronaldinho livre: Justiça liberta craque brasileiro e o irmão após fiança, diz CNN

Foto: Norberto Duarte/AFP

Ronaldinho Gaúcho e o seu irmão, Assis Moreira, conseguiram liberdade para deixar o Paraguai após audiência na tarde desta segunda (24) em Assunção. De acordo com a CNN Brasil, a liberação estava condicionada a uma fiança de U$ 200 mil (dólares).

A dupla estava presa no país desde o dia 4 de março, quando foram flagrados com passaportes falsos, e começaram a ser investigados por suspeita de participaram de um esquema criminoso de falsificação de documentos no Paraguai.

A decisão foi dada pelo juiz Gustavo Amarilla no Palácio da Justiça, responsável pelo caso desde o início. Ronaldinho e Assis chegaram a estar presos em um cadeia de segurança máxima, mas cumpriram a maior parte da pena em prisão domiciliar, em um hotel de luxo em Assunção.

O crime investigado previa uma pena de até 5 anos de prisão no Paraguai. As autoridades alegam que Ronaldinho e o irmão só foram presos para evitar uma fuga, que viesse atrapalhar as investigações. O possível destino da dupla agora pode ser o Rio de Janeiro.


Portal Manaus Alerta