Manaus

Roubo foi planejado e familiares de empresário passaram por momentos de humilhação e terror

Pastor e dono de 5 bancas de kikão, Diogo era bastante conhecido e querido por todos.
Redação
Postado por Redação

O proprietário do Kikão do Mini Cheff, identificado como Diogo Gonzaga da Silva, de 34 anos, morreu na noite de ontem (1º), após reagir a um assalto e ser baleado, na residência dele, localizada na rua 33 do conjunto Manôa, Zona Norte de Manaus.

Veja também: Garoto de 12 anos estupra primo de 8, na Zona Leste de Manaus

Segundo informações de populares, um funcionário foi até a residência do Diogo, por volta de 1h de ontem, para entregar a renda de um dos pontos do kikão, quando foram surpreendidos por dois criminoso até o momento não identificados.

Consta no relatório do Centro Integrado de Operações de Segurança (CIOPS), que os bandidos já sabiam da rotina da vítima. O pai da vítima informou que houve momentos de pânico, terror e humilhação, após ele, a esposa da vítima e o neto serem rendidos pelos bandidos.

Ainda de acordo com o pai, no momento em que um dos dois bandidos saíam da residência, Diogo foi até sua direção, houve luta corporal, e o mesmo foi desarmado, porém ainda conseguiu dar um tiro na altura do abdômen da vítima, que foi socorrida e encaminhada para o SPA da Galiléia, e teve que ser transferido para o HPS Platão Araújo, onde foi submetido a um procedimento cirúrgico, mas não resistiu aos ferimentos.

Conforme moradores, houve bastante tumulto na hora que ocorreu o crime. A Polícia Militar ao ser acionada tentou localizar os bandidos, mas não foram capturados.

Pastor e dono de 5 bancas de kikão, Diogo era bastante conhecido e querido por todos. Nas redes sociais, diversos amigos e moradores do conjunto lamentaram a perda do pai de família. O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD), já que os criminosos conseguiram fugir levando R$1.200.

Deixe um comentário