Saiba como Clara descobrirá que Renato é um assassino em O Outro Lado do Paraíso

Renato trama vingança após ser abandonado no altar por Clara - Imagem: Divulgação/TV Globo

A novela O Outro Lado do Paraíso está chegando nos momentos decisivos, que marcarão a grande virada, com Renato (Rafael Cardoso) se revelando o grande vilão da história. Isso acontecerá bem no dia do seu casamento com Clara (Bianca Bin), após uma passagem de tempo.

No dia da cerimônia, ela estará se arrumando na presença de Patrick (Thiago Fragoso), em casa, enquanto estão todos a esperando na igreja. Nesse momento, Mercedes (Fernanda Montenegro) ouve as vozes e, por telepatia, pede que Clara veja uma pasta que está em sua casa.

“Está certo. Eu aviso a Clara. Olha a pasta. O teu destino está em jogo. Eles pediram pra te avisar. Olha esta pasta. Agora!”, dirá, diretamente de Pedra Santa. Em Palmas, Clara procura o seu rosário e o encontra perto da tal pasta. “Espere. Esta pasta…”, comenta ela para o advogado.

“O que tem a pasta?”, questiona ele. “Não sei. Mas…. Meu avô me deu a pasta. Tem fotos do meu pai, nunca abri. Fiquei com vontade de dar um beijo no meu pai. Só um segundo, Patrick. Eu preciso olhar. Eu sinto que preciso. Agora!”, dirá ela, abrindo a pasta e mudando a expressão.

“Isso não devia estar aqui”, comenta, ao ver uma foto em especial. Patrick se assusta e afirma: “Vou dar um telefonema e tirar isto a limpo”. Ele liga para o hospício em que Clara havia sido internada. A cena é cortada para o local do casamento e Clara chega ao local com Patrick.

Ela entra com o avô enquanto Renato a espera e, depois que entra, o juiz pergunta: “Clara Tavares, aceita Renato Sampaio como seu legitimo esposo?”, e ela responde: “Não”. Todos se assustam e ela declara: “Você quis me matar”. A morena deixa o local e Patrick vai atrás no final do capítulo.

No início do capítulo seguinte, estão todos na sala de sua casa perguntando o que aconteceu, Patrick diz que ela teve os seus motivos e Renato entra, completamente transtornado com a vergonha que passou, dizendo: “Eu quero saber os motivos. Fui humilhado, em frente a toda cidade. Por que fez isso, Clara?”.

“Tira a máscara, Renato”, dispara ela, pegando a pasta com os documentos e a foto. “O que tem dentro dessa pasta?”, questiona. “Achei essa foto aqui, na pasta. Você com meu pai”, dispara. “Mas teu pai morreu antes dele aparecer no meu bar”, comenta Josafá. “Ele já conhecia o pai…”, lamenta Clara.

“E tem mais aqui…essas notas, recibos…mostre, Patrick”, dirá. “Notas fiscais de compra de dinamite, em nome de Renato Sampaio”, mostra Patrick. “Era você quem comprava os explosivos que mataram meu pai. Meu pai estava certo que no terreno tinha uma mina de esmeraldas”, revela, lembrando da morte do pai.

“Desgraçado! Agora eu lembro, logo que a Sophia deu de falar de esmeraldas, ele foi no bar…examinou uma pedra verde que teu pai tinha deixado, Clara. Nunca pensei que tudo isso ia acontecer. Mas cê tava atrás das esmeraldas. Cê não presta, como a Sophia. Eu não suporto saber que tentou enganar minha neta”, esbraveja o avô.

“Tá bem. Eu sabia. Teu pai, Jonas, era caminhoneiro. Me contou que na terra onde vivia tinha esmeraldas. A gente fez uma combinação…eu ajudava com os explosivos. Se ele encontrasse um bom veio, a gente dividia. Que crime tem nisso? Eu não quis chegar falando das esmeraldas. Eu gostei de você, à primeira vista”, mente.

“Reconheço, a primeira mentira puxa outras. Depois de um tempo, eu não podia voltar atrás, contar que tinha conhecido teu pai. Mesmo porque eu sabia do amor que cê tinha por ele. De como sofria por ele ter morrido com explosivos. Acredita em mim, Clara, eu te amo”, afirma, tentando enganá-la, mas depois, tira a máscara.

“A Lívia esteve aqui antes. Ela me alertou, mas eu só juntei as peças quando vi as notas fiscais dos explosivos. Ela me disse que você queria a guarda do Tomaz. Que casou com ela para conseguir a guarda e ter o controle das esmeraldas. Tomaz fazia parte do seu plano. Por isso quis me matar”, revela.

“Quando vi a foto de você com meu pai, as notas dos explosivos, o Patrick conseguiu o telefone do hospício e ligou para lá. Apresentou-se como advogado e fez uma pergunta simples. Eu não sei como não fiz essa pergunta antes. Se os médicos são informados sobre todas as regras do hospício quando são admitidos”, conta.

“Eu não sei como não investiguei isso logo que voltei. Todo médico, quando admitido, recebe um livreto, onde tudo é explicado. Inclusive sobre os enterros, no mar. Você sabia que meu caixão seria jogado no mar, Renato. Você estava casado com a Lívia e sabia que mais cedo ou mais tarde, os dois, juntos, iriam conseguir a guarda do Tomaz”, dirá.

A partir daí, Renato começa a revelar toda a verdade e a dizer que estava com Sophia nesse plano de matá-la. As sequências irão ao ar nas próximas semanas.

Fonte: TV Foco