Entretenimento

‘Se YouTube acabar, viro maior vendedor de picolés’, diz Whindersson

Whindersson quer expandir as fronteiras brasileiras
Redação...
Postado por Redação...

piauiense Whindersson Nunes, 23, perdeu recentemente o posto de maior youtuber do Brasil para o canal Kondzilla, ao mesmo tempo em que as redes sociais -das quais ele é um dos mais autênticos produtos- sofrem um escrutínio inédito desde sua popularização neste século 21.

Nada disso, no entanto, preocupa o youtuber de fala mansa e sossegada, roupas um tanto desleixadas e humor fácil sempre na ponta da língua -em resumo, um jeito autêntico que conquistou 28 milhões de inscritos no YouTube, 20 milhões de seguidores no Instagram, oito milhões no Twitter e outros seis milhões no Facebook que o tornaram o maior influenciador digital do Brasil.

Em relação à perda da pole position dos canais brasileiros, afirma ser até bom. “Tira a pressão em cima do primeiro, de ter que se manter sempre no topo. Eu posso fazer coisas legais sendo o quinto maior canal do Brasil, com a diferença que não terei aquela cobrança por números”, diz.

Já sobre o momento de pressão sofrido pelas redes sociais, sendo o Facebook o maior exemplo disso depois de Mark Zuckerberg admitir que errou no vazamento de dados de 50 milhões de usuários para a empresa britânica Cambridge Analytica, Whindersson Nunes mantém a despreocupação.

“Eu sempre investi em várias redes sociais, posto até no Snapchat, que ninguém usa mais. Não tenho preocupação com o fim do YouTube ou de outra rede. Se um dia acabar, eu viro o melhor vendedor de picolés do Brasil, o mais criativo. O que precisar fazer, eu gosto de ser o melhor”, afirma.

Ele garante que seu canal não sofreu alterações significativas por algoritmos e outras mudanças do YouTube nos últimos meses, ao contrário do que muitos criadores de conteúdo na plataforma relatam.

TURNÊ

Whindersson está em São Paulo para a divulgação da nova turnê do standup “Eita, Casei!”, com um repertório de piadas sobre seu casamento milionário e repleto de famosos com a cantora Luísa Sonza, 19, em São Miguel dos Milagres (AL), em fevereiro deste ano.

Em São Paulo, Whindersson se apresenta nos dias 29 e 30 de março e 1º de abril com o Testando Piadas, um ensaio para a turnê do novo standup, que começa em 7 de abril em Jaraguá do Sul (SC).

“Eu estava cansado das piadas da turnê anterior. E agora que casei tem várias piadas novas para fazer”, diz.

Mas dá para acumular histórias do casamento apenas um mês após a cerimônia e passando tanto tempo em deslocamento (só em 2017 foram 1.500 horas dentro de um avião, ou 63 dias)?

“Dá sim, já tínhamos uma rotina de casados antes, o casamento só tornou oficial. E a Luísa é cantora, também está para lá e para cá. Se eu não viajasse tanto, ela também viajaria. Então temos que nos adaptar”, afirma o youtuber.

INTERNACIONALIZAÇÃO

Whindersson Nunes quer expandir as fronteiras brasileiras. Esse processo já começou em 2017, com apresentações em três cidades dos EUA e em nove da Europa. Mas esse ano já estão confirmados shows em Angola, Moçambique e Japão (além de Europa e EUA).

Para o youtuber, o brasileiro que mora no exterior representa seu melhor público. “O espectador no Brasil pode escolher entre um show meu ou de outro humorista. O que está lá fora não, ele é carente. Por isso são os que eu vou mais relaxado, sei que será uma boa apresentação”.

Fonte: Folhapress

Deixe um comentário