Seap finaliza tratativas para instalação de empresa dentro do CDPM 1

Foto: Divulgação

Em reunião com o secretário de Estado de Administração Penitenciária (Seap), coronel Vinícius Almeida, representantes do Grupo IBRAP assinaram, nesta terça-feira (6), um “Termo de Cessão de Uso do Espaço” para instalação de uma indústria filial dentro do Centro de Detenção Provisório de Manaus I (CDPM 1), para fabricação de janelas e esquadrias de alumínio e PVC.

As tratativas para a parceria iniciaram em dezembro do ano passado, com a presença do titular da Seap, empresários e do governador do Estado, Wilson Lima, onde foi assinado o “Termo de Cooperação e Intenção” entre os envolvidos, para ampliação do programa de ressocialização “Trabalhando a Liberdade”.

“Hoje nós demos mais um passo no que tange à ressocialização. Assinamos um convênio com a indústria Ibrap, que está vindo de Santa Catarina para Manaus se instalar, inicialmente no CDPM 1, gerando 60 vagas de emprego remunerado, já agora em novembro, consolidando o programa “Trabalhando a Liberdade”, declarou Almeida.

Na unidade prisional do CDPM 1 existem, no momento, 119 internos inseridos no programa “Trabalhando a Liberdade”. Desses, 62 são do trabalho com remuneração. Com a vinda da empresa IBRAP para a unidade, somarão 102 reeducandos remunerados com um salário mínimo, dividido em quatro partes, conforme prevê a Lei de Execução Penal (LEP).

O representante da empresa, Michel Birolo, disse que o Amazonas é um importante polo de recebimento e escoação de material para outras regiões do país. “Nosso interesse em entrar na região norte nos fez vir para o Amazonas, pela sua importância para o norte e nordeste, e a utilização da mão de obra carcerária além de um processo que a gente acaba auxiliando o sistema na dignificação das pessoas, também temos um ganho com profissionais mais dedicados e uma estrutura já bem orientada para esse tipo de trabalho”.

Filial no Distrito

Além da filial dentro do CDPM 1, a cooperação ainda prevê a construção de outra filial, no Distrito Industrial, em terreno que será cedido pelo Governo do Amazonas, para empregar mais 40 apenados do regime semiaberto.

Empresa líder

A IBRAP foi fundada em 1979 e há sete anos trabalha dentro de sistemas prisionais. Já atuaram nos estados de Santa Catarina e Pernambuco. A empresa é líder brasileira em esquadrias no segmento de engenharia e construção civil, destacando-se no mercado com a fabricação própria de produtos em alumínio e plásticos extrudados.

As informações são da assessoria