Secretária de Educação da capital morre em acidente no Nordeste

O enterro será no Cemitério Parque de Manaus, no Parque Tarumã, Zona Oeste- (Foto: Reprodução/Facebook)

A secretária adjunta de Estado da Educação da Capital, da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Maria Carneiro de Souza, de 60 anos de idade, morreu na tarde deste sábado, dia 6, em um grave acidente na BR-304, no Rio Grande do Norte.

Além de Maria Carneiro, outras três pessoas estavam no carro, entre elas uma criança, todos da mesma família, segundo as primeiras informações sobre o caso.

Os sobreviventes foram internados em estado grave no hospital regional de Mossoró (RN) Tarcisio Maia.

O site Icém Caraúbas deu a notícia às 16h28, no horário local. Às 16h45, hora de Manaus, o secretário de Estado da Educação, Lourenço Braga, confirmou ao BNC a informação e acrescentou que estava ainda recebendo as primeiras notícias.

Segundo ele, a secretária trabalhou todo o mês de dezembro e entrou de férias após o Natal.

De acordo com o site, Maria Carneiro estava deixando a cidade de Mossoró com destino a Natal, no Oeste do Estado, quando se envolveu numa grave batida de carros.

A educadora foi gestora de escolas na periferia de Manaus antes de chegar ao segundo escalão da pasta.

O secretário Lourenço Braga informou que a Seduc já está trabalhando no translado da servidora.

Repercussão

No grupo de WhatsApp do BNC, o ex-secretário de Estado da Educação e atual deputado federal Gedeão Morim (MDB) lamentou a morte da ex-colega de trabalho, dizendo que ela era uma pessoa admirável.

“A professora Carneiro era uma pessoa admirável. Muito contida, mas detentora de muitas qualidades que impulsionaram sua carreira de docente, coordenadora e Secretaria do Interior. Eu tive muita dificuldade de manter relação de comunicação com muitas pessoas da Seduc, mas a professora sempre me atendeu respeitosamente”.

Outro ex-secretário da Seduc que também comentou a morte de Maria Carneiro foi Rossieli Soares, atual secretário nacional de Educação Básica, do MEC. Ao falar da tragédia, disse:

“Ela foi coordenadora do Distrito 5 (responsável pelas escolas estaduais da Zona Leste de Manaus). Foi nomeada por mim. Muito triste!”.

As informações são do BCN.