Cidades

Seduc conclui exposições e apresentações dedicadas ao mês dos Povos Indígenas

Neste ano, o evento teve como tema central “Mostra viva da cultura indígena do Amazonas- foto: Eduardo Cavalcante/Seduc
Redação
Postado por Redação

Exposições de artesanato, culinária, medicina tropical, pintura corporal, danças, apresentações musicais, literatura e práticas pedagógicas. Dessa forma a Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (SEDUC) por meio de seu Departamento de Políticas e Programas Educacionais (Deppe) e sua Gerência de Educação Escolar Indígena encerrou nesta quarta-feira (26), a programação dedicada ao Mês dos Povos Indígenas.

As ações da Secretaria têm o objetivo de propor uma reflexão sobre a importância da cultura indígena que, ao longo do processo histórico, tem proporcionado às diferentes sociedades um contato mais próximo com a diversidade existente no Amazonas.

A programação de encerramento aconteceu na sede da SEDUC, no bairro Japiim 2, Zona Sul de Manaus, e contou com a participação dos grupos indígenas Kâkite Kinaoakori (Povo Aripuanã e Sateré-Mawé) e Akim (Povo Kokama e Mura), que dividiram com os servidores da Secretaria um pouco de seus costumes, rituais, pinturas corporais características, entre outros aspectos de sua cultura.

Neste ano, o evento teve como tema central “Mostra viva da cultura indígena do Amazonas” e é uma ação da SEDUC por meio da Gerência de Educação Escolar Indígena, que tem como missão assegurar às populações indígenas condições de acesso e permanência na escola. O objetivo é executar a Política de Educação Escolar Indígena específica, diferenciada, multilíngue e intercultural nos Territórios Etnoeducacionais.

Identidade Cultural

Participando do evento desta quarta-feira (26), a representante do povo indígena “Apurinã”, a cacique Xytara Apurinã, conta ainda que só depois de adulta descobriu que era indígena e, desde então, passou a resgatar a sua identidade cultural.

Com informações da assessoria

Comentários

comentários


Deixe um comentário