Seduc retoma combate ao Covid-19 nas escolas do Amazonas

Foto: Eduardo Cavalcante

A Secretaria de Estado de Educação e Desporto retomou ações de combate e prevenção à Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), junto à Fundação de Vigilância e Saúde (FVS), em razão dos casos confirmados de Convid-19 no Brasil. Desde fevereiro, a pasta e demais secretarias do Estado têm se reunido com o órgão da Saúde para traçar propostas e medidas com o objetivo de conscientizar a população amazonense sobre a doença, causada pelo novo coronavírus.

A primeira reunião aconteceu no último dia 21, quando foi estipulado que, as secretarias promoveriam encontros periódicos ampliados para discutir o tema. Nessas reuniões, foi acordada, também, a criação de subcomissões de combate ao coronavírus. A Secretaria de Estado de Educação e Desporto integra a subcomissão de Comunicação e Educação.

No último encontro, realizado em 5 de março, a pasta apresentou algumas de suas propostas à FVS. Dentre elas, está uma série de reuniões com todas as sete Coordenadorias Distritais de Educação (CDEs), pré-agendadas para começarem na segunda-feira (16/03); e a distribuição do gibi educativo “Turma do Curumim – Contra a síndrome gripal” e folderes informativos às unidades de ensino da rede estadual.

A história em quadrinhos, criada pelo jornalista Mário Adolfo, é a mesma que foi distribuída pela secretaria em 2019, quando foi realizada a campanha estadual de combate ao H1N1.

“Nesses encontros com as CDEs, a secretaria se compromete em mobilizar e repassar todas as informações a respeito do coronavírus coletadas pela FVS. A ideia é que esses coordenadores e seus gestores atuem como multiplicadores desses dados e instruções, a fim de conscientizar toda a comunidade escolar”, afirmou a comandante da Coordenadoria de Saúde Escolar (CSE), Delta Segadilha.

Além dessas duas atividades, a Secretaria de Educação solicitou à FVS, ainda, nota técnica, boletins atualizados e mapa de reincidência das síndromes virais no Estado, para serem repassados às CDEs e Coordenadorias Regionais de Educação (CREs); e deverá realizar videoconferências, por meio do Centro de Mídias de Educação do Amazonas (Cemeam), para que a sensibilização chegue, também, às escolas do interior.

A intenção é que as ações atendam a todos aos mais 400 mil alunos e aos mais de 30 mil servidores da rede estadual de ensino, na capital e no interior do Amazonas.

Com informações da assessoria