Sejusc inicia pré-inscrições para atividades de Cinoterapia

Foto: Raine Luiz / Sejusc

Como parte das atividades da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla, a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) está com pré-inscrições para a Cinoterapia, intervenção assistida com animais para crianças com deficiência. A modalidade voltou a ser um dos serviços oferecidos pela Secretaria Executiva da Pessoa com Deficiência, ligada à Sejusc.

O pré-cadastro para participação pode ser acessado pelo link https://bit.ly/2G132mo. O responsável pela criança deve preencher o formulário e aguardar o contato da Sejusc para mais informações.

O secretário William Abreu, titular da Sejusc, explica que o retorno da Cinoterapia acontece em parceria com a equipe do projeto Pet Terapia Amigo Fiel. O grupo coordena a atividade de mediação de Pessoas com Deficiência com cães, promovendo a ação terapêutica e incentivando a inclusão deste grupo.

A secretária executiva de Direitos da Pessoa com Deficiência da Sejusc, Lêda Maia, destaca que as aulas serão adaptadas por conta do novo coronavírus (Covid-19). Seis crianças com autismo da Associação de Mães Unidas pelo Autismo (Amua) participaram, na última terça-feira (25/08), da ação, que ocorreu no Núcleo PcD, na Sejusc, e integrou as atividades da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência.

“Esta semana busca dar mais visibilidade, atendendo essas pessoas com diversas atividades, não só na forma de atividade temporária, mas com políticas permanentes, pois já tivemos reuniões com Organizações da Sociedade Civil (OSCs) e estabelecemos demandas para os próximos anos”, disse Lêda Maia.

A coordenadora do projeto Pet Terapia Amigo Fiel, Rosemary Brito, afirmou que os benefícios são notáveis tanto na atividade assistida (com trabalhos direcionados) como na livre, principalmente para crianças autistas. “O autista, por exemplo, não gosta do toque, mas aos poucos, começa a tocar o cachorro, abraçar o cachorro, e isso vai estimulando-o a fazer contato com outras pessoas. Eles se sentem mais seguros e confiantes na presença do animal”, destacou.

Equoterapia

Seguindo a programação da Semana, dez crianças do Abrigo Moacyr Alves e convidados do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Conede-AM) foram recebidas nesta quarta-feira (26/08), na Cavalaria da Polícia Militar, do bairro Dom Pedro, zona centro-oeste de Manaus, para ter a vivência com a equoterapia, método terapêutico com cavalos.

A assistente social do Abrigo Moacyr Alves, Socorro Bezerra, destacou que o espaço é um acolhimento institucional para crianças e adolescentes com deficiências múltiplas. Ela cita alguns benefícios da equoterapia para o grupo.

“O trabalho da equoterapia é de reabilitação, o qual ajuda nos movimentos, melhorando a aproximação com o animal, promovendo carinho, respeito e interação, traz para eles importantes benefícios na questão biopsicossocial. Algumas crianças já participaram dessa forma de terapia e estaremos incluindo alguns deles para ser efetivo no esporte. Agradecemos à Sejusc pelo convite. A secretaria é uma parceira muito grande e contamos com o apoio para o bom andamento do nosso trabalho”, frisa a assistente social.

Paulo Vítor Maia, de 7 anos, é autista e participou da equoterapia pela primeira vez. A mãe do menino, Graciete Maia, percebeu o auxílio dado por meio da modalidade. “Esperamos voltar de novo e logo, pois essa atividade traz inúmeros benefícios para ele, facilitando a fala, a locomoção e a parte física, além do contato com os animais”.

Início

A Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla iniciou com um bate-papo, com a secretária Lêda Maia e representantes do Conselho Estadual de Direitos da Pessoa com Deficiência (Conede), membros da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), do Abrigo Moacyr Alves, da Associação dos Deficientes Intelectuais do Amazonas, da Associação Pestalozzi, da Associação de Apoio às Pessoas Portadoras de Necessidades Especiais (AAPPNE), entre outros.

De acordo com a secretária Lêda Maia, a Semana também é importante para reunir órgãos e Organizações da Sociedade Civil (OSCs), que atendem o público PcD, para juntos, Governo e organizações, montarem um planejamento de ações voltadas a este grupo.

Semana

A Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla foi instituída pela Lei nº 13.585, de 26 de dezembro de 2017. A semana também tem a função de sensibilizar governos e comunidades em relação às potencialidades das pessoas com deficiência e chamar a atenção para suas necessidades, tanto para a definição de políticas públicas quanto para o combate ao preconceito.

As informações são da assessoria

Conteúdo desta publicação