Sem pele do rosto e cabelo, corpo de mulher é identificado após ser encontrado em área de matagal

Foto: Reprodução

Policiais civis do DF descobriram quem é a mulher encontrada morta nessa terça-feira (18), em um matagal no Parque Leão, no Recanto das Emas. Segundo os investigadores, Rúbia Alves Ferreira tinha 35 anos e era diarista. A identidade da vítima foi localizada por peritos dos Instituto de Identificação (II).

A mulher seria andarilha e teria vindo de Luziânia (GO), município do Entorno do DF, para o Distrito Federal. Quando o cadáver foi localizado, apesar de as outras partes ainda apresentarem rigidez e tecidos intactos, o crânio estava completamente sem pele ou traços de sangue, como se os tecidos e o couro cabeludo tivessem sido removidos de forma cirúrgica.

O local onde o corpo foi localizado passou por perícia dos Institutos de Identificação e de Criminalística (IC). A polícia encaminhou o cadáver recolhido ao Instituto Médico Legal (IML), onde será feita a necrópsia.

Leia a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Portal Manaus Alerta