Sidia e FabriQ apoiarão projetos relacionados à Inteligência Artificial

Foto: Divulgação
Manaus Alerta
Postado por Manaus Alerta

O Sidia Instituto de Ciência e Tecnologia, através de uma parceria entre o Manaus Tech Hub e a FabriQ, foi aprovado no Edital Softex IA² MCTIC, destinado ao apoio de soluções em Inteligência Artificial em diversas áreas.

O programa, de abrangência nacional, é uma iniciativa do Ministério da Ciência e Tecnologia em parceria com a Softex e apoiará projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação, tendo como áreas prioritárias o agronegócio, indústria, saúde e cidades inteligentes.

A proposta do programa é alinhar a interação entre Instituições de Ciência e Tecnologia (ICTs) e aceleradoras no apoio aos projetos de startups e, assim, otimizar os resultados.

O IA² MCTIC atua em quatro vertentes: empresas interessadas em testar tecnologias relacionadas à inteligência artificial, aceleradoras, ICTs e startups. As startups selecionadas terão até R$ 500 mil de recursos financeiros e econômicos em projetos que envolvam soluções de inteligência artificial.

Em todo o Brasil, 13 grupos foram selecionados para oferecer apoio aos projetos que serão desenvolvidos no programa.

Para a gestora do Manaus Tech Hub, Jacqueline Freitas, a aprovação garante uma série de oportunidades para as startups da região. “O ecossistema de inovação só tem a ganhar com a implantação desse projeto. É mais uma forma da nossa região estar presente no desenvolvimento de ideias, no crescimento tecnológico e certamente teremos grandes projetos apresentados pelas startups”, afirma.

De acordo com Fredson Encarnação, CEO da FabriQ, aceleradora selecionada para o programa, participar do projeto gera credibilidade e integração com outros atores da cadeia de inovação nacional.

“Participamos de outros editais nos mais diversos formatos para criação de valor, entretanto, este tem uma característica adicional interessante que é o incentivo à sinergia entre diversos atores, com foco tanto sobre a questão técnica quanto na questão de acesso a mercado, com avanços condicionados aos resultados gerados e entrada futura de empresas âncoras realizando co-investimento. É um modelo novo sobre tecnologias novas e formação de novos arranjos institucionais, portanto vamos torcer e trabalhar que este modelo de laboratório de inovação aberta possa efetivamente entregar mais valor ao mercado”.

Inscrições abertas- As inscrições para startups e grupos de pesquisa estão abertas até o dia 28 de junho e podem ser feitas pelo site https://softex.br/iamctic.

Na próxima fase, a de pré-aceleração, serão selecionados 100 projetos do programa. Trinta desses projetos passarão para a próxima etapa, com acesso aos investimentos pelas Startups. Na etapa final, empresas com interesses nos projetos poderão testar as tecnologias criadas e fazer novos investimentos, se julgarem ideal.

As informações são da assessoria