FOTO: Thiago Corrêa e Roberto Carlos / Secom

De janeiro a setembro de 2019 a intermediação de mão de obra realizada pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), por meio do Sistema Nacional de Emprego no Amazonas (Sine-AM), mais que dobrou, se comparada com o mesmo período do ano passado. Ao todo, 7.440 vagas já foram captadas em nove meses desse ano, contra 3.481 em 2018, um acréscimo de 113,73%.

Quando apenas o mês de setembro entra em comparação com o mesmo mês de 2018, o aumento de vagas captadas é 411% maior, com 936 oportunidades em 2019, contra 183 no ano passado, conforme dados da Sedecti. O número de encaminhamentos ao mercado de trabalho também registrou alta, subindo 94,19%, com um total de 11.859 encaminhados no período de janeiro a setembro deste ano. No mesmo período do ano anterior, o registro foi de 6.107 trabalhadores.

O trabalho é feito levando em consideração as preferências de cada empregador. “Nós não direcionamos um único candidato. Damos a opção de três pessoas, dentro do perfil que as empresas pedem e eles têm essa possibilidade de escolha”, desta a secretária executiva da Sedecti, Neila Azrak, ao informar que as empresas que realizam a seleção de colaboradores por meio do Sine-AM fazem uma última entrevista para a escolha final dos contratados.

Oportunidade

Aos 20 anos, o estudante de Ciências Contábeis Keven Geber conquistou o primeiro emprego formal há menos de um mês. Depois de ter tido uma experiência como estagiário, Keven foi aprovado em um processo seletivo realizado pela Sedecti, por meio do Sistema Nacional de Emprego no Amazonas (Sine-AM). Ele agora integra o corpo de funcionários de uma rede de farmácias de São Paulo, que se instalou em Manaus com três lojas, sendo duas já inauguradas.

“Foi um processo bem rigoroso, mas que eu pude passar com excelência. O Sine foi uma chave fundamental para mim. Eu não esperava conhecer a empresa, saber a dimensão que ela é. Nossos gerentes foram ao Sine, ofertaram as vagas. Foram muitas pessoas no processo seletivo, foi bem cheio, mais de 150 pessoas”, lembrou o atendente, ressaltando o papel do Sine Amazonas no mercado de trabalho do Estado. “O Sine é uma peça fundamental para as pessoas irem atrás de novas vagas de emprego”, concluiu.

Recrutamento

A nova rede de farmácias, presente em 23 estados brasileiros, escolheu o Sine Amazonas para recrutar a maioria dos funcionários. Somando as três unidades, 70% das vagas foram preenchidas por intermédio do Sine.

“Nós entramos em contato com o Sine e, prontamente se colocaram à nossa disposição. Nos disponibilizaram salas, materiais para treinamento, colocaram estagiários para nos ajudar e deram todo o apoio possível. Em todos os momentos nos atenderam, perguntando ‘qual a sua necessidade?’, ‘que perfil de funcionário você precisa?’. No dia da seleção já estava muito bem pré-selecionado. Por isso nós tivemos uma assertividade muito grande em relação ao Sine”, enfatizou Jean Malzone, gerente de uma das unidades da rede.

Ele frisou, ainda, que o trabalho satisfatório reflete na qualidade do quadro de funcionários. “Continuamos trabalhando com o Sine porque, logo de cara percebemos que ali a gente estava conseguindo captar boas pessoas, com bons comportamentos, empatia e o calor humano que a gente precisa”, considerou Jean.

Resgate da confiança 

Segundo a secretária executiva da Sedecti, Neila Azrak, um dos enfoques do trabalho realizado em 2019 vem sendo trazer de volta as empresas e empregadores para a realização dos recrutamentos via Sine Amazonas. “Nós resgatamos a confiança, a credibilidade do empresário, pela transparência de como trabalhamos. Hoje é muito transparente a nossa intermediação. Tanto que peço sempre uma pessoa da empresa para estar presente. Inclusive as provas que eles ministram, que eles mandam para a gente, nós fazemos aqui também com uma equipe qualificada e com o representante da empresa
”, afirmou a secretária.

A atividade desenvolvida pela secretaria visa inserir trabalhadores no mercado por meio de vagas captadas junto a empregadores, reduzindo o tempo de espera e a assimetria de informação existente no mercado de trabalho, tanto para o trabalhador quanto para o empregador.

“Nós temos uma equipe de captação de vagas que vai visitar as empresas para ver as necessidades de mão de obra. Oferecemos os serviços do Sine, fazemos essa parte de intermediação. Assim que a empresa nos passa os requisitos, fazemos a divulgação e pré-seleção. Dentro do que nós conseguimos, fazemos o encaminhamento dessas pessoas, a empresa faz a seleção final e nos dá o feedback se contratou ou não”, pontuou Alysson Ferreira, diretor do Sine Amazonas.

Carteiras de trabalho 

De janeiro a setembro de 2019, a Sedecti, por meio do Sine, ultrapassou a marca de 30.603 carteiras de trabalho emitidas no Estado, entre primeira e segunda via do documento. O número representa o atendimento na capital e em vários municípios do interior, com aumento de 43% no comparativo ao acumulado no mesmo período de 2018, quando foram registradas 21.362 emissões.

Além da emissão de carteira de trabalho, o Sine também realiza cadastro para emprego, entrada no requerimento do Seguro Desemprego e outras atividades relacionadas às necessidades dos trabalhadores.

*As informações são da assessoria