Sistema prisional recebe 1,3 mil computadores por meio de projeto do TJAM

Foto: Divulgação/Seap

O sistema prisional do Amazonas recebeu nesta quinta-feira (13) 1,3 mil computadores para auxiliar nas atividades educacionais realizadas dentro das unidades penitenciárias. A entrega dos equipamentos faz parte do projeto Educação 4.0, idealizado pelo Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) e desenvolvido pela Positivo Tecnologia e o Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento iTriad.

Ao todo, mais de 8 mil computadores foram entregues às Secretarias de Estado de Administração Penitenciária (Seap) e de Educação e Desporto. O projeto visa oferecer melhores condições de ensino aos alunos do 4º ao 8º ano da rede estadual de ensino e de detentos do sistema prisional, que terão soluções educacionais próprias para regiões com baixa ou nenhuma conectividade, favorecendo o ensino da Língua Portuguesa e da Matemática em modo off-line.

De acordo com o titular da Seap, coronel Vinícius Almeida, o projeto é mais uma ferramenta a ser utilizada na ressocialização dos reeducandos da capital e do interior. “A meta (do projeto) é que a educação chegue para o jovem e este tenha um futuro melhor que não seja, ao final, preso por um delito”, analisou.

Almeida ressaltou ainda que mais de 70% dos internos não possuem Ensino Fundamental completo. Para ele, a interação entre os poderes (Executivo e Judiciário) é salutar para transformar o atual cenário ao aliar soluções tecnológicas com métodos de ensino. “As pessoas que retornam à sociedade com o nível educacional do Ensino Fundamental incompleto, sem qualificação profissional, como acontecia anteriormente, isso está objetivando jogá-las dentro do crime. E não é o que a gente quer”, ponderou o secretário.

Participaram da solenidade, a vice-presidente do TJAM, desembargadora Carla Reis; o diretor da Escola da Magistratura do Amazonas (Esmam), desembargador João Simões; o secretário interino de Educação e Desporto, Luis Fabian Barbosa; o diretor industrial da Positivo Tecnologia, Edson Toffoli; e o diretor-presidente do Instituto iTriad System, Sérgio Junqueira.

Projeto

Para implantar o “Educação 4.0”, foi desenvolvida uma versão off-line da plataforma Aprimora, criada pela unidade de tecnologias educacionais da Positivo Tecnologia para ampliar as habilidades em Língua Portuguesa e Matemática.

A solução integra recursos tecnológicos a conteúdos curriculares, favorecendo o desenvolvimento de habilidades específicas dessas áreas, ao mesmo tempo em que respeita o ritmo de aprendizagem de cada estudante.

As informações são da assessoria