Site cria vaquinha para eletricista que não quis cortar energia

Foto: Reprodução
Manaus Alerta
Postado por Manaus Alerta

Um vídeo que viralizou nas redes socais durante essa segunda-feira (23) mostra o caso de Ramiro Roseno Sombra, 27 anos, que, após se recusar a fazer cortes de energia elétrica na casa de clientes em Fortaleza, foi demitido pela Enel. O eletricista diz que não iria cumprir a ordem devido à situação de emergência e isolamento social no estado por causa do novo coronavírus.

“As pessoas nesse momento estão necessitando da energia, não achei justo”, alegou durante o vídeo.

Em nota, a Enel afirmou que o serviço mencionado no vídeo refere-se à suspensão do fornecimento de energia por solicitação do próprio cliente, o que ocorre em casos de encerramento de contrato de aluguel ou mudança, por exemplo.

A empresa também diz que, mesmo com o avanço do coronavírus, não tem medido esforços para garantir a operação do serviço de distribuição e as solicitações dos clientes, em todos os estados em que atua.

Por fim , a companhia informa ainda que as empresas parceiras gerenciam diretamente os contratos de trabalho com seus colaboradores, como contratação e desligamentos.

Vaquinha

O site Razões para Acreditar fez uma vaquinha para que Ramiro não fique desamparado. O eletricista mora com a mãe e com o padrasto, que são feirantes e estão parados também por causa da crise do coronavírus. Ele também paga pensão de quatro filhas.

As informações são do Metrópoles, parceiro do Portal Manaus Alerta


Deixe um comentário