SP: Motorista de aplicativo se recusa a levar grávida ao hospital e mulher perde o bebê

Foto: Reprodução / Record TV

Uma gestante acabou perdendo seu bebê após ser expulsa do carro por um motorista de aplicativo. O caso aconteceu nesta segunda-feira (24) em São Paulo e, desde então, vem causando grande revolta.

Daiany Franco, de 31 anos, estava grávida de 13 semanas, mas teve um sangramento e resolveu ir para um hospital. Para isso, ela e a mãe chamaram um carro por aplicativo, mas o motorista não gostou de saber que a moça estava sangrando e decidiu expulsá-la do automóvel no meio do caminho para não manchar o banco.

Segundo relatos da vítima, a todo momento o condutor avisava que “se o banco do carro manchasse elas teriam que pagar”. No meio do caminho, o homem desistiu da corrida e parou em um posto de combustível para que mãe e filha descessem do carro.

Imagens das câmeras de segurança locais registraram o momento em que a mãe de Daiany pede ajuda aos frentistas e carros que estão próximos.

Diante do ocorrido, Daiany perdeu o bebê e teve que passar por uma cirurgia. Ela acredita que se o motorista a tivesse levado para o hospital, ela poderia ter salvo a vida do filho. A plataforma da qual o motorista faz parte afirmou que ele foi bloqueado e que está prestando suporte à vítima.

Portal Manaus Alerta